Desde 1984
Polícia
09 de Fevereiro de 2024
Polícia Civil apura morte de trabalhador da Armaferro no Real Esporte Clube

A Polícia Civil abriu um inquérito para elucidar as circunstâncias da morte do operário Edmar Guerra, de 60 anos, na manhã de segunda-feira (5). Ele era funcionário da empresa Armaferro, contratada para executar serviços de reforma e manutenção no telhado do ginásio do Real Esporte Clube, em João Monlevade. 
Conforme o delegado regional de Polícia Civil, Bernardo Machado, a corporação aguarda o resultado dos laudos periciais para que as diligências prossigam, levando à elucidação do episódio. Edmar caiu de uma altura de aproximadamente 20 metros e faleceu.
O Serviço Voluntário de Resgate (Sevor) esteve no local. Duas pessoas que presenciaram a cena passaram mal e precisaram ser encaminhadas para atendimento hospitalar. Segundo informações, a Armaferro prestou atendimento à família e tomou todas as providências. O Real e a empresa emitiram notas, lamentando o acidente e suspendendo suas atividades na segunda-feira.