Desde 1984
Polícia
17 de Maio de 2022
Justiça condena quatro em Itabira por tentarem matar policiais
Reprodução - Marcelo Albert - TJMG

Um deles teve recebeu pena de 49 anos de prisão

Quatro pessoas foram condenadas pelo Tribunal do Júri de Itabira pela invasão e roubo a um imóvel em julho de 2020. No julgamento, o Ministério Público obteve a condenação de um dos presos a 49 anos, 8 meses e 20 dias de prisão, e de outro a 44 anos, 3 meses e 15 dias de reclusão, ambos em regime fechado. Eles foram condenados por tentativa de homicídio contra policiais militares, roubo qualificado, receptação, associação criminosa e resistência.

Pelos crimes que antecedem à tentativa de assassinato, um terceiro homem foi condenado a 10 anos de cadeia. Já uma mulher recebeu sentença de um ano e quatro meses por ajudar o trio a se esconder; ela será a única a ter o direito de recorrer em liberdade, enquanto os três já estão retidos no sistema prisional.

O caso

À época, três homens armados invadiram uma residência no bairro Amazonas e, mediante grave ameaça, levaram telefones celulares, monitores e televisores da casa, além de um automóvel estacionado na rua. Para escapar, os bandidos ainda tentaram matar cinco policiais que os abordaram.

Quando conseguiram livrar-se do cerco, os ladrões entraram em uma casa do bairro Gabiroba, que já estava com o portão aberto. Viaturas aproximaram-se do imóvel, e os fugitivos fecharam rapidamente o portão para, de dentro da moradia, dispararem mais contra os militares.  Porém, ao tentarem fugir do local, o trio foi preso, sendo apreendidas armas e munição. As investigações demonstraram que os denunciados se associaram para cometer crimes, já que são membros de uma quadrilha estabelecida na região de Itabira, e estavam em disputa por ponto de tráficos de drogas com rivais do bairro Nova Vista.