Desde 1984
Região
06 de Maio de 2022
Nos últimos 15 anos São Gonçalo virou exemplo de diversificação econômica

Município vai fechar 2022 com 21 empresas instaladas e 400 novos empregos

Último de Minas Gerais a ter exploradas suas jazidas minerais em qualidade e quantidade, São Gonçalo do Rio Abaixo se destaca com ações efetivas nos últimos quinze anos e que a transformam em exemplo de diversificação econômica, se preparando para sua sustentabilidade no pós minério, ainda não anunciado, mas certo e grande preocupação de todos os municípios mineradores. A Mina de Brucutu, da Vale, uma das maiores minas de minério de ferro do mundo começou a operar no início do novo século com reservas calculadas em mais de 650 milhões de toneladas. Inaugurada em outubro de 2006, o projeto da Vale fez multiplicar o orçamento de São Gonçalo. Eleito primeiro prefeito da “era Brucutu”, Raimundo Nonato de Barcelos, o Nozinho (PDT), priorizou desde a primeira hora investimentos na atração de empreendedores visando a diversificação da economia. São dois Distritos Industriais com completa infraestrutura e mais um em projeto. Neste ano nove novas empresas estarão se instalando no município, totalizando 21 empreendimentos privados ao longo dos últimos 15 anos, oferecendo aos são-gonçalenses 400 novas oportunidades de emprego, melhor resultado entre todos os municípios do Médio Piracicaba e acima da grande maioria das cidades mineira. São Gonçalo completa década e meia de extrativismo mineral e 60 anos de história comemorando os bons resultados de seu plano de ação que desenvolveu totalmente a cidade e lhe permitindo a melhor estrutura de equipamentos públicos.
     São destaques a qualidade da zeladoria pública, saúde primária priorizada e educação diferenciada que o transformou no município que mais oferece escolas de tempo integral e evolução do Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica). Além disso, São Gonçalo é premiada também em projetos de agropecuária, meio ambiente e cultura.
       A evolução da receita do município permitiu tantas obras e asfaltou praticamente todas as suas estradas, inclusive as rurais. Segundo o censo de 2010 do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) a população do município é de 9.782 pessoas, podendo chegar hoje em torno de 13 mil. A receita de São Gonçalo saltou de R$9 milhões em 2005 para R$211 milhões em 2021, dezesseis anos depois, com o maior PIB (Produto Interno Bruto) do Estado. “Nosso maior compromisso é com o futuro, que passa por saúde primária ampla, nenhuma criança sem escola e emprego para todos”, explica o prefeito Nozinho. Passada a pior fase da pandemia, a Prefeitura de São Gonçalo retoma sua cavalgada, tradicionalmente umas das principais e mais prestigiadas festas da região, e prepara a feira de tecnologia, unindo empreendedores e estudantes para discutir projetos de diversificação econômica, além da criação do centro regional de inovação e tecnologia. O governo do prefeito Nozinho atingiu 72% de aprovação da opinião pública em recente pesquisa realizada pelo instituto Data MG.