Desde 1984
Variedades
14 de Janeiro de 2022
Monlevadense busca apoio para projeto de museu temático de maquetes
Marley Melo
André e o apresentador Zeca Camargo durante reportagem sobre maquetes

Projeto “Mostra Estrada Real” foi aprovado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura 

 

O projeto “Mostra Estrada Real”, do artista plástico monlevadense André Freitas, tem como objetivo confeccionar maquetes de edificações marcantes das cidades que compõem a Estrada Real e criar o maior museu temático de maquetes da América Latina. A iniciativa foi aprovada pela Lei Federal de Incentivo à Cultura, já publicada no Diário Oficial em 6 de abril de 2020. Desde então, o artista articula parcerias e busca apoio para colocá-lo em prática. 'É um projeto de grandes dimensões que vai se tornar um museu temático de destaque no turismo regional, estadual, nacional e até internacional”, disse André Freitas.
Conforme o artista, o Projeto “Mostra Estrada Real” se apresenta dividido em várias etapas, sendo que a primeira consiste em um estudo profundo dos prédios históricos das principais cidades que são parte do Caminho do Ouro e do Caminho dos Diamantes, além de um levantamento com a participação popular para definir qual patrimônio será retratado.
Para elaborar o projeto, o artista André Freitas fará um levantamento topográfico e arquitetônico do bem a ser retratado e tudo será registrado pelas lentes do fotógrafo e cineasta Marley Melo, com o objetivo de gerar conteúdo e disponibilizar o material no site do projeto e nas oficinas. Após essa primeira fase, André iniciará a produção de réplicas idênticas ao patrimônio escolhido, na escala 1:24.
O projeto contemplará nove edições em um total de 93 maquetes, tornando-se assim, o maior museu de maquetes da América Latina: “e com certeza um atrativo turístico importante para nosso estado, nosso país e até por estrangeiros; poderão também ser admiradas por pessoas que não têm acesso aos patrimônios de nossa rica cultura, conhecer suas histórias e valores”, destaca André.
As cidades e comunidades assistidas pelo projeto nessa primeira edição são: Diamantina, São Gonçalo do Rio das Pedras, Milho Verde, Serro, Alvorada de Minas, Conceição do Mato Dentro, Ipoema, Bom Jesus do Amparo, Barão de Cocais, Catas Altas  e Ouro Preto. O projeto contempla ainda oficinas de fotografias e de artesanato, quando os interessados aprenderão como retratar em fotos e em miniaturas, a cultura mineira dos tempos da realeza.

Meio Ambiente

Segundo o artista André Freitas, a preocupação com o meio ambiente é parte do projeto, quando destaca a importância de apresentar um cuidado consciencioso e ecologicamente correto, usando materiais biodegradáveis para elaboração das peças e também do descarte consciente de resíduos, contribuindo para uma educação ambiental e patrimonial. 

Reconhecimento

O trabalho de André Feitas já foi reconhecido pela mídia regional e nacional. Suas obras foram mostradas em matérias do Jornal A Notícia e em programas televisivos como É de Casa, Balanço Geral, Viação Cipó, Terra de Minas, Jornal da Alterosa, Tudo É Possível e revistas como Super Interessante entre outros. Atualmente, o artista tem atendido empresas de parques aquáticos em todo Brasil, tendo assim sua arte em vários shoppings da capital Mineira e do Brasil.