Desde 1984
Região
12 de Janeiro de 2022
Piracicaba começa a baixar e deixa estragos, mas Nova Era permanece em alerta
Mauro Chaves

A baixa das águas do rio Piracicaba em Nova Era revela o rastro de destruição deixado pela correnteza. 

Na tarde desta terça-feira (11), operários da Prefeitura trabalhavam na remoção do lixo, do entulho, da lama e dos restos de árvores que se amontoaram sobre as ruas, calçadas e imóveis. A ponte Benedito Valadares, famosa pelos seus arcos, ficou repleta de pedaços de madeira. Pedras do calçamento foram arrancadas pela força da enxurrada. 

Uma medição realizada às 14h15 mostrou que o rio estava com 6,09 metros, mais baixo que na anterior, às 8h15, quando estava com 6,73 metros. No entanto, os moradores desalojados ainda não devem voltar para casa, pois há o risco de o Piracicaba voltar a subir nas próximas horas pelo grande volume liberado sobre o curso d’água.

 A Defesa Civil emitirá um comunicado quando houver condições de segurança para o regresso, e continua monitorando a situação do rio e das famílias ribeirinhas.

A Prefeitura informa que, tanto a Ponte Benedito Valadades (com arco), quanto a Ponte Eliezer Batista (sem arco), estão interditadas, para veículos e pedestres. 'Não há previsão de liberação das pontes, visto que será necessária uma avaliação técnica das estruturas, que só poderá ser feita após o nível do Rio Piracicaba abaixar e estabilizar'.