Desde 1984
Região
25 de Novembro de 2021
Itabira realiza primeira cirurgia de coluna por endoscopia
Arquivo JAN

A medicina de Itabira experimentou nesta quarta-feira (24) um importante avanço. Médicos do Hospital Nossa Senhora das Dores (HNSD) realizaram a primeira cirurgia endoscópica na coluna de um paciente, um homem de 38 anos. No lugar de procedimentos invasivos, foi realizada uma incisão de um centímetro, que permitiu a introdução de uma câmera com iluminação de instrumentos de alta precisão. Com a técnica, uma evolução de métodos antigos, os ortopedistas Daniel Oliveira e Glauber Henrique Costa Ferreira puderam retirar uma hérnia de disco nas costas do paciente, num procedimento que durou uma hora e meia. 

O doutor Daniel Oliveira explicou as vantagens da nova técnica cirúrgica: 'Essa cirurgia foi feita pela técnica mais moderna que existe no mundo, a grande diferença é que antes era necessário fazer grandes incisões, o que levava a sangramento, lesão da musculatura e lesão de ligamentos da parte óssea. Isso tudo fazia com que a recuperação do paciente fosse lenta, ele ficava alguns dias internados, às vezes sendo necessário até internação na UTI. Agora, a recuperação é muito rápida. A grande vantagem é o mínimo de trauma, pouco tempo de internação e retorno ao trabalho mais rápido'. Já o colega Glauber Ferreira falou sobre a satisfação em participar deste momento histórico: 'Para mim, é muito gratificante, pois envolve [a relação com a] família, abdicação de sonhos e lazer... isso é muito significante na minha vida e eu procuro transmitir esse conhecimento em prol do paciente. Estou feliz com esse momento e espero que perdure por muito tempo'.

Segundo o diretor executivo do Hospital Nossa Senhora das Dores, Alexandre Coelho, a operação representa o avanço tecnológico que a administração do hospital está buscando implantar: 'Um dos nossos pilares de crescimento é a busca por soluções tecnológicas eficientes e que melhorem a qualidade da prestação do serviço e da saúde da nossa população. Então, a realização dessa cirurgia, com uma técnica tão moderna, é a certeza de que estamos conseguindo alcançar a excelência em nosso serviço e, com certeza, aumentar a nossa capacidade como uma das maiores referencias em saúde do estado. Ainda temos muito o que fazer, mas já estamos vendo o resultado dos nossos planejamentos'. O ortopedista Edson Lima, diretor clínico do HNSD, também comemorou a realização da cirurgia. 'É um grande feito mesmo, Itabira ganha uma grande força para impulsionar a medicina. Estamos em uma área de mineração, onde existe um trabalho com maquinário pesado e o corpo humano sente esse desgaste e ele dará os seus sinais, então ganhamos um grande aliado no combate às dores de coluna e dores intratáveis, com um procedimento simples, de baixíssima complicação'.