Desde 1984
Polícia
15 de Outubro de 2021
Polícia Civil diz que agressão a motorista foi tentativa de homicídio

Na ação, um menor de 14 anos morreu atropelado

 

O espancamento sofrido por um motorista de ônibus na noite da quinta-feira da semana passada (7) é tratado como tentativa de homicídio pela Polícia Civil. Ao A Notícia, a corporação confirmou que os dois adolescentes envolvidos, ambos com 14 anos, foram apreendidos e respondem pelo ato infracional correspondente ao crime de tentar matar alguém.
 Ambos prestaram depoimento acompanhados de seus pais e confessaram a participação no ataque. As razões para a agressão ainda são apuradas. Segundo a Polícia, os menores estão provisoriamente internados em uma instalação do sistema socioeducativo, e a Justiça decidirá sobre a continuidade do recolhimento. 

O crime

Mesmo ferido, o motorista procurou o quartel da Polícia Militar, relatando ter sido vítima de uma tentativa de homicídio. Aos policiais, ele disse que a mandante do crime seria a sua ex-companheira. Ele contou que se aproximava do ponto final do Satélite, quando um rapaz deu sinal de parada e entrou no ônibus com uma faca. Apesar de entregar todo o dinheiro do caixa, recolhido pelo criminoso, o motorista foi espancado a golpes de porrete por outros dois. O condutor gritou, o que assustou os agressores. Um deles, na fuga, caiu debaixo do veículo e foi atropelado. 
A PM foi ao local do crime e encontrou o adolescente ferido pela roda do ônibus. Segundo o boletim de ocorrência, ele confessou o crime e informou os nomes dos outros dois envolvidos, também menores. Uma equipe do Serviço Voluntário de Resgate (Sevor) prestou os primeiros socorros e levou o adolescente ao hospital; posteriormente, a corporação foi informada de que ele faleceu. O motorista teve fraturas nos dois braços e lesões na cabeça.  Questionada, a Polícia Civil não respondeu se a ex-companheira prestou depoimento, foi presa ou indiciada.