Desde 1984
Geral
24 de Setembro de 2021
Moradores do bairro Sion protestam, mais uma vez, por retorno de obras
João Vitor Simão
Moradores protestam no Legislativo

Os moradores do bairro Sion voltaram a protestar nesta quarta-feira (22) na Câmara Municipal contra a lentidão nas obras de calçamento da área. Durante a reunião ordinária, os manifestantes levaram faixas exigindo a continuidade da pavimentação, que, conforme o A Notícia já divulgou, prossegue a passos muito lentos. Segundo o vereador Belmar Diniz (PT), líder do governo, os serviços foram interrompidos por entraves jurídicos, mas serão retomados na próxima semana. 
Marquinho Dornelas (PDT) sugeriu a realização de uma audiência pública no dia 4 de outubro para debater o assunto, com a participação do prefeito, Laércio Ribeiro (PT); do vice-prefeito e secretário de Planejamento, Fabrício Lopes (Avante); os secretários de Obras, Eduardo Bastos, e de Administração, Gilberto Barcelos; representantes da empresa Rocha & Rocha Construtora Ltda, da Caixa Econômica Federal e a comunidade do Sion. 
Porém, a proposta desagradou a Diniz, que, sem mencionar o nome do colega, considerou que o deslocamento das autoridades serviria como “palanque político” e “politicagem”, e que o vereador talvez desconhecesse a abertura da administração em prestar esclarecimentos. Vanderlei Miranda (PL) também antecipou seu voto contrário à convocação, alegando que ela serviria para “encher linguiça” e atrasaria ainda mais as obras.

Demanda antiga


Aguardada há quase 50 anos, a pavimentação do bairro Sion foi viabilizada com os recursos advindos dos R$17,4 milhões em empréstimos, autorizados em 2020, durante a gestão da ex-prefeita Simone Carvalho (PTB). As obras começaram ainda no ano passado, mas até agora não foram terminadas. Enquanto isso, várias das ruas permanecem sendo de terra, espalhando poeira durante a estiagem e lama durante as chuvas. O mato cresce em vários dos lotes, que também recebem lixo, entulho e até carcaças de animais despejadas indevidamente.