Desde 1984
Geral
17 de Setembro de 2021
Entrada do Cruzeiro Celeste deve passar por modificações, diz Prefeitura

O encontro da BR-381 com a rua Nova York, no bairro Cruzeiro Celeste, deve passar por intervenções no tráfego. De acordo com a Prefeitura de João Monlevade, as modificações fazem parte de um pacote de ações, que será implementado a partir do mês de novembro. O projeto para a reestruturação é do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), com a colaboração do município. 
O trecho apresenta movimento intenso de veículos durante todo o dia, sendo o acesso mais usado para bairros como o Novo Cruzeiro, o Planalto e o Estrela Dalva, além de parte do Cruzeiro Celeste. De acordo com o Executivo, “o governo municipal está atento com o trânsito no local e estará pronto para atuar dentro de suas prerrogativas sobre a questão”.

Multas

A Prefeitura também repassou outras informações a respeito do trânsito ao A Notícia. Segundo o Executivo, o Serviço de Trânsito e Transportes (Settran) continuará a aplicar multas a motoristas sempre que for acionado e houver irregularidades: “Se o Settran for acionado e houver a irregularidade, ele terá que multar. Se solicitado, terá que agir. Omissão é crime. O Settran não vai prevaricar”, afirma a administração.
Há duas semanas, as autuações a veículos estacionados no entorno do Hospital Margarida levantaram críticas nas redes sociais. No entanto, o próprio Executivo já havia informado que os agentes foram chamados a pedido de profissionais de saúde, pois os carros foram estacionados em locais impróprios, obstruindo o caminho das ambulâncias. 

Estacionamento 

Por outro lado, o estacionamento de carretas será discutido entre o órgão de controle do tráfego, a Câmara Municipal, a ArcelorMittal e as empresas transportadoras. De acordo com o Executivo, os maiores problemas com os pesados acontecem nas avenidas Getúlio Vargas, Gentil Bicalho e Armando Fajardo. 
Sobre o estacionamento de veículos sobre os passeios, um dos problemas recorrentes em João Monlevade, sobretudo nos bairros e na área comercial, entidades como a Associação Comercial, Industrial e Prestação de Serviços de João Monlevade (Acimon), a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), o Legislativo e a sociedade civil serão chamados para discutir o problema, segundo a Prefeitura.  
De acordo com o governo municipal, um estudo está sendo elaborado para orientar as soluções dos problemas: “Todos os veículos estacionados de forma irregular, conforme determina o CTB [Código de Trânsito Brasileiro], são passíveis de notificação, multa e reboque – que é feito conforme convênio com o Detran”.

Quebra-molas

A administração municipal diz ainda que está removendo os quebra-molas tradicionais, “após análise criteriosa e técnica, seguindo normas e buscando melhorar o fluxo do trânsito nos locais”. O projeto é implementar lombadas eletrônicas, consideradas mais modernas, para controlar a velocidade dos veículos. 

Mudanças

O Settran considera como positivos os resultados das mudanças no trânsito em Carneirinhos, implantadas no início do ano, mas diz que é a população quem deve avaliar a eficácia das medidas. O órgão ainda promete atentar-se ao aumento no fluxo à porta das escolas com a volta às aulas e consultar especialistas para a elaboração do edital da licitação do transporte público, previsto para julho do ano que vem. 

Acessibilidade

Na semana passada, o chefe do Settran, José Jayme de Figueiredo Franco, participou de uma reunião na Câmara de vereadores, que discutiu propostas para viabilizar melhorias de acessibilidade para portadores de necessidades especiais no município. Ele afirmou que já solicitou à Secretaria Municipal de Obras que se atente ao Código de Trânsito Brasileiro para que sejam feitas as adaptações de acessibilidade nas vias do município.