Desde 1984
Polícia
04 de Junho de 2021
Polícia Civil conclui inquérito da morte de Lívvia Bicalho

O delegado regional Paulo Tavares informou ao A Notícia que a Polícia Civil concluiu o inquérito sobre o assassinato da cantora e influenciadora digital Lívvia Bicalho, ocorrido em 21 de abril deste ano.
Segundo informações da Polícia à época do ocorrido, ela estava em seu apartamento, no bairro JK, quando foi morta com ferimento de arma de fogo. A principal linha de investigação é que o namorado dela, Rafael Ribeiro Pinto, atirou primeiro e cometeu suicídio em seguida. O crime repercutiu nacionalmente e a principal suspeita é o feminicídio. O inquérito, segundo o delegado Tavares, já foi remetido à Justiça. O delegado não deu mais detalhes do caso.

Outros casos
Essa é uma das tragédias que, ao longo dos últimos seis meses, abalaram João Monlevade e o Médio Piracicaba. Alguns já foram concluídos e enviados ao Poder Judiciário. 
Hoje (4), completam-se seis meses de um dos maiores desastres rodoviários da história do Médio Piracicaba, que repercutiu no Brasil e no exterior. Em 4 de dezembro do ano passado, um ônibus de passageiros caiu da “Ponte Torta”, no KM 350 da BR-381, sobre a Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM). Ao todo, 19 pessoas morreram, e outras 29 ficaram feridas. 
Poucos dias depois, em 13 de janeiro, um caminhão carregado com asfalto seguia de Jaguaraçu para o distrito de Conceição de Piracicaba, quando caiu dentro das águas do rio Piracicaba. Quatro trabalhadores morreram, e o Corpo de Bombeiros Militar levou quase 72 horas para remover completamente o veículo pesado das águas. Segundo o delegado regional de Polícia Civil, Paulo Tavares Neto, os dois inquéritos ainda estão em andamento, pois dependem de cartas precatórias vindas de outros estados. 


PM erra tiro e mata homem
Na madrugada de 16 de fevereiro, terça-feira de Carnaval, uma equipe da Polícia Militar foi chamada a uma casa no bairro Nova Monlevade, em João Monlevade. Segundo a ocorrência, um jovem de 21 anos estaria transtornado e ameaçando a segurança da família. No local, na tentativa de conter o rapaz, uma policial teria atirado e atingido por engano, César Patrício, 46, padrasto do jovem que causou a confusão. Ele foi socorrido, mas faleceu. O delegado regional diz que este inquérito também está em andamento.

Acidente de moto
Um grave acidente ocorreu na tarde de 6 de março, quando um motociclista de 18 anos morreu em uma colisão com outra moto na avenida Cândido Dias, no bairro Loanda. Essa outra motocicleta era pilotada por um rapaz, também de 18 anos, que empinou o seu veículo sobre uma das rodas, e sem perceber a aproximação da moto pilotada pela vítima, chocou-se contra ela. O garupa, de 26 anos, também ficou seriamente ferido. Segundo Paulo Tavares, o inquérito sobre essa ocorrência já foi concluído e enviado ao Poder Judiciário. 

Homicídio
Em 11 de abril, um homem de 50 anos, conhecido como “Luciano Cadeirante”, foi assassinado na varanda de sua casa, no bairro Nova Monlevade, enquanto montava um guarda-roupas. O deficiente físico morreu na hora, enquanto o assassino fugiu por uma área de pastagem. A vítima era muito conhecida na cidade por vender balas e fazer artesanato, tendo recebido auxílio dos monlevadenses em tratamentos de saúde. Um suspeito, de 30 anos, já conhecido do meio policial, foi preso no dia seguinte ao crime. Este é outro inquérito já finalizado, segundo o delegado regional de Polícia Civil de João Monlevade.