Desde 1984
Polícia
27 de Março de 2021
Lívvia procurou a PM pela manhã, mas não registrou boletim de ocorrência

Segundo informações da Polícia Militar de João Monlevade, divulgadas agora há pouco, a cantora e influencer digital, Livvia Bicalho, procurou a PM nesta quarta-feira pela manhã, horas antes de ser assassinada. Conforme a polícia, ela procurou informações, mas dispensou qualquer providência policial.

'Também não fez nenhuma menção sobre ameaças, armas ou violência. Os militares se colocaram à disposição, caso ela necessitasse fazer qualquer contato com o namorado, bem como se ofereceram a acompanhá-la, caso quisesse ir para casa de algum parente, o que também foi recusado. Segundo ela, tudo seria resolvido na segunda-feira. O contato, a pedido dela, foi feito fora do local do homicídio', informou a PM à imprensa. Segundo informações, ela dispensou o registro por ser conhecida na cidade.

Também há pouco, o Tenente Neymar gravou um vídeo, em que relata que encontrou os dois corpos com ferimentos na cabeça e que o homem estava com uma arma em uma das mãos. Livvia Bicalho, de 37 anos, e o namorado Rafael Ribeiro Pinto, de 39, foram encontrados mortos no início da tarde de hoje (21), no apartamento onde ela morava, na Rua Dona Nenela, 145. Vizinhos ouviram uma discussão, seguida de disparos e acionaram a PM.