Desde 1984
Coxia
19 de Fevereiro de 2021
Coxia 2621

Vacina

Especialistas em todo o país apontam para a falta de uma coordenação do governo federal que defina os critérios claros de prioridade para a vacinação contra a Covid-19 no Brasil. Isso tem causado uma grande confusão. O resultado é a vacinação de pessoas jovens fora de qualquer grupo de risco, por serem considerados da área da saúde, antes de idosos. 


Plano

Acontece que os estados estão seguindo o Plano Nacional de Imunização, que estabeleceu entre as prioridades 'profissionais da saúde', sem definir, no entanto, quais setores integram o grupo ou a prioridade de cada um. Na avaliação de especialistas, a culpa da falta de critério para definição de grupos prioritários é do governo federal, não das prefeituras. Mas há também quem defenda mais autonomia e atitude por parte dos governos municipais. 


Lento

Apesar de avançar, a imunização no país, estados e municípios, ainda vai demorar para atingir a chamada imunidade de rebanho, que é um número seguro de pessoas vacinadas. Para se ter ideia, o país vacinou cerca de 4 milhões em 4 semanas. Se continuar neste ritmo, segundo especialistas, isso aponta para 70 milhões de pessoas com 1 dose em um ano. 


Vacinômetro

Para se ter ideia do número de vacinados bem abaixo da população em geral, Monlevade vacinou até quinta-feira (18), 2.743 pessoas com a primeira dose e 1.045 com a segunda. A população é de 75 mil pessoas. 


Novo pico

Segundo autoridades em saúde, passado o carnaval, o temor é que o Brasil enfrente um novo pico da pandemia com aumento de casos. Lembrando que o tempo de incubação do vírus é de 14 dias.


Acreditar 

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, apresentou aos governadores nesta quarta-feira (17), um cronograma para entregar 230,7 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19, para 115,3 milhões de pessoas até julho. Os números seriam suficientes para dar tranquilidade à população. É acreditar para não perder a esperança. Depois do anúncio, o governador de Minas, Romeu Zema (Novo), também anunciou que o Estado receberá mais 10 milhões de doses até o mês de abril. Assim seja. 


Viva a Ciência 

Uma cientista monlevadense trabalha para desenvolver uma plataforma para detectar o coronavírus. A química Rosimeire Barcelos, pós-doutoranda da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), integra um grupo de pesquisadores que desenvolvem uma forma mais rápida e mais barata para testar pacientes com suspeita da Covid-19. Excelente notícia para a ciência e que enche Monlevade de orgulho. 


Mais destaque

Lembrando que o também monlevadense Fabrício Carneiro de Oliveira é destaque na Ciência na luta contra o vírus. Ele foi uma das peças-chave para a aprovação das duas primeiras vacinas contra a Covid-19 no Brasil. Fabrício é coordenador de inspeção e fiscalização de insumos farmacêuticos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), e teve papel decisivo para a permissão do uso das vacinas desenvolvidas pela AstraZeneca e pela Sinovac-Instituto Butantan.


13

O Governo Laércio (PT) empregou 13 candidatos a vereador que foram derrotados nas urnas e apoiadores partidários. Coincidência? Considerando que a coligação que apoiou o governo eleito tinha quase cem candidatos e inúmeros apoiadores, o número é quase simbólico.


Promessa

O governo começa com o cumprimento de uma importante promessa de campanha: mudança no trânsito. A ideia, segundo a Prefeitura, é fazer uma revolução no setor. Tomara que funcione.


Erro

O famigerado Novo Centro do Governo Simone deu errado, desagradou e tem parte na rejeição estrondosa que o grupo dela obteve nas urnas. Isso porque as mudanças ocorreram sem ouvir ninguém e nem resposta o governo deu a quem pediu a revisão do então projeto. Diga-se de passagem, que ninguém viu. 


Diálogo

Agora, Laércio já iniciou a mudança, mas antes apresentou a ideia a entidades comerciais e empresariais que aprovaram. Inclusive, as entidades foram parceiras para agilizar a compra de equipamentos. Sinal de que o diálogo e a boa política têm funcionado. Esses são os caminhos para uma gestão eficiente e com resultado para o cidadão.