Desde 1984
Coxia
15 de Janeiro de 2021
Edição da semana

Mortes

João Monlevade registrou até quarta-feira 58 vítimas fatais da Covid-19. É um número muito alto para uma cidade de 80 mil habitantes. Sinal de atenção redobrado porque o vírus circula no município. Tanto que foram 18 mortes confirmadas nos primeiros 15 dias deste ano. Mais do que nunca, é preciso se cuidar. 


Pandemia

A pandemia começou em março do ano passado e muitas ações foram feitas e outras deixaram de ser realizadas. Muitos culpam as eleições, outros, o comércio e bares. Outros, as festas em sítios e eventos clandestinos. É preciso ter respeito pela vida. Segundo o médio Marcos André, chefe do CTI do Hospital Margarida, a melhor vacina ainda é a prevensão: lavar as mãos e usar álcool em gel, usar máscaras e evitar o contato social.


Cansados

Equipes médicas, de enfermagem e técnicos da linha de frente da Covid-19 estão esgotados. Eles correm risco de se contaminar, usam roupas e máscaras especiais em um tratamento desgastante. Para eles e para o paciente. E tem gente que só acredita na gravidade da doença quando os mortos são da família. Para se ter ideia, só em Minas Gerais, quase 800 profissionais da Saúde morreram por complicações da Covid-19 até dezembro de 2020. É preciso respeito a esses heróis.


Calma

O prefeito Laércio Ribeiro (PT) tem recebido muitas críticas em seu governo que completa 15 dias hoje (15). Principalmente, em relação ao combate ao coronavírus. É preciso calma. A situação de hoje é reflexo de aglomerações de fim ano e não se pode culpar o prefeito, que é médico, pelo quadro atual da cidade. Cada um é responsável por si e, sendo responsável, ajuda a salvar a vida do outro. 


Ônibus

Ônibus em Monlevade agora dispõem de álcool em gel e passageiros só podem viajar sentados, respeitando 50% da capacidade do veículo. As linhas também foram ampliadas. Além disso, Prefeitura, Settran e Enscon lançam aplicativo que informa tempo de espera, horário e itinerário, para que usuários não aglomerem no ponto. Medidas simples que já poderiam ter sido implantadas há muito tempo.

Multa

O prefeito de Itabira, Marco Antônio Lage (PSB), vai multar a Caixa por promover aglomerações e filas. A multa pode chegar a R$30 mil e o valor será definido após prazo de defesa do Banco. Primeiro, o prefeito chamou o gerente da Caixa para conversar. Atitude acertada e que vale de exemplo para outros prefeitos da região. 


Rodízio

Outro ponto interessante e que ajuda a evitar aglomerações em supermercados e afins é a implantação do rodízio por CPF em Itabira. O dígito final par, compra no dia par; o dígito final impar, no dia impar. Vai funcionar? Espera-se que sim e que as pessoas respeitem. Tudo é válido para combater o inimigo invisível. Outro exemplo que pode ser seguido para evitar aglomeração nos estabelecimentos. 


Vereadores 

A nova Câmara de João Monlevade, com oito vereadores novatos, deve dar o que falar. Segundo o presidente, Gustavo Maciel (Podemos), todos querem mostrar serviço e estão “com sangue nos olhos” para fazer bem-feito. Espera-se dos parlamentares, muito trabalho e o cumprimento da função para qual foram eleitos: fiscalizar o Executivo e representar a comunidade na Câmara.


Belmar

Belmar Diniz (PT) será líder do prefeito na Câmara e tem tudo para fazer o melhor mandato de suas legislaturas. O filho de Leonardo Diniz, agora, está mais experiente e tem habilidade de sobra para poder desempenhar um papel importante representando o governo no Legislativo.


Oposição

Enquanto isso, o prefeito e Belmar vão enfrentar uma oposição de três vereadores do PDT, dois do PTB, um do Cidadania, um do PSDB e um do PSD. Tem que ter jogo de cintura. 


Vida que segue

Nada como um dia após o outro. Quem diria que a ex-militante do grupo Direita Minas, uma das entusiastas da campanha do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) e apoiadora da criação do partido Aliança pelo Brasil, Paula Garcia, iria assumir cargo de direção de escola em um governo do PT. Política é como nuvens. Ela é aliada ao vice-prefeito Fabrício Lopes (Avante) e apoiou, inclusive, a campanha ao Executivo. Vida que segue...