Desde 1984
Coxia
08 de Janeiro de 2021
Coxia 2615

Amém, axé

No primeiro dia de trabalho na Prefeitura de João Monlevade, o prefeito Laércio Ribeiro (PT) o vice, Fabrício Lopes, demais secretários além de vereadores, receberam as bênçãos do vigário episcopal e pároco da paróquia Nossa Senhora da Conceição, padre Marco José e da mãe-de-santo Rosemar Flávia “Onyjarum” Moreira da Silva. Estava prevista a presença do vereador e pastor da Sexta Igreja do Evangelho Quadrangular, Lieberth Oliveira (Democratas). Importante manifestação de respeito à diversidade e contra a intolerância religiosa.


Entrou

No dia 23 de dezembro, o prefeito Laércio Ribeiro convidou a então secretária de Meio Ambiente, Fernanda Ávila, para continuar no cargo em sua gestão. Ele esteve pessoalmente na casa dela e, inclusive, elogiou seu trabalho.


Saiu

No dia 31 de dezembro, um dia antes da posse do prefeito, pelo telefone, o chefe de gabinete, Geraldo Giovani, liga para Fernanda Ávila e a desconvida do cargo, alegando apelos por mudança', vindos de diversos setores sociais, que manifestaram contrariedade em relação ao nome dela. Nos bastidores, a informação é a de que houve pressão da militância petista, o que fez com que o prefeito eleito recuasse. Vejamos os próximos capítulos. 


Maioria?

O PDT, partido do segundo colocado Dr. Raílton, elegeu três vereadores. Enquanto o PT, do vencedor Laércio Ribeiro, só elegeu Belmar Diniz. Por outro lado, a Câmara tem seis vereadores que integram os partidos da base que elegeu o prefeito. 


Mesa diretora

A composição da nova mesa diretora da Câmara Municipal sinaliza que o prefeito Laércio não deve ter vida difícil. Nos bastidores, dizem que a escolha dos nomes contou com articulação do vice-prefeito Fabrício Lopes (Avante). O Legislativo será presidido por: Gustavo Maciel (Podemos) e terá como vice Revetrie Teixeira (MDB), Fernando Linhares (Democratas) e o Pastor Lieberth Oliveira (Democratas). Todos são da coligação do prefeito e vice. 


Oposição

A oposição até tentou montar um grupo, mas não conseguiu a maioria dos votos. Chamou a atenção a união do pedetista Marquinhos Dornelas a nomes como Doró da Saúde (PTB) e Rael Alves (PSDB) entre outros, apoiadores da ex-prefeita Simone Carvalho. Vão continuar juntos? 


Especulações

Após a composição da mesa, surgem especulações para a composição da assessoria dos vereadores, comandada pelo novo presidente. Um dos nomes que circula é o do jornalista José Carlos Rolla que pode assumir a diretoria da Câmara. Ele já esteve no Legislativo anos atrás. Será que retorna?


Sumiu

E o último ato de Simone Carvalho (PTB) como prefeita de João Monlevade foi... sumir. Ela não apareceu na cerimônia de transmissão de cargo, no dia 31 de dezembro, e muito menos na solenidade de posse, no dia seguinte. É a coroação de quatro anos no qual a mandatária pouco se mostrou, mantendo-se distante de eventos públicos e das entrevistas para a imprensa. E como constatado, nem na Prefeitura ela ia com regularidade... 


Também sumiu

Em São Gonçalo do Rio Abaixo, o ex-prefeito Antônio Carlos Noronha Bicalho também não apareceu na posse do prefeito Nozinho (PDT). Vale lembrar que Antônio não disputou a eleição, não apareceu oficialmente na campanha da sucessora e prima, Luciana Bicalho (PTB) e é cria política de Nozinho. Afinal, sem ele, Antônio jamais teria chegado à Prefeitura. Pegou mal!

 

Cerimônia

Outros prefeitos que foram derrotados nas urnas, cumpriram a obrigação e compareceram à posse dos concorrentes. Foi o caso de Alfredo (PL) que compareceu à posse de Fernando Rolla em São Domingos do Prata; em Itabira, Ronaldo Magalhães (PTB), também derrotado em sua tentativa de reeleição, passou o cargo a Marco Antônio Lage (PSB). A civilidade e o apreço pela democracia muito acrescentam ao homem público. 


Segundo escalão

Após o secretariado, já começam as especulações para os cargos de segundo e terceiro escalões. Nos bastidores, já circulam nomes dos prováveis novos diretores das escolas municipais e gerentes dos postos de saúde. Paula Garcia, ex-coordenadora do movimento Direita Minas e aliada a Fabrício Lopes, por exemplo, é cotada para assumir um dos Centros Municipais de Educação Infantil (Cemei). Esperemos para ver.