Desde 1984
() Gabriela Gomes
08 de Janeiro de 2021
Seja bem-vindo 2021!

Chegue devagarinho, pois os tempos andam difíceis por aqui. Se achegue no cantinho do sofá e tome um café quentinho porque temos algumas histórias para te contar.

Uma tempestade passou por aqui, forte, violenta, chegou sem avisar. Destruiu planos, sonhos, vidas. Nos colocou à prova de fogo, à prova do medo e da fé.

Com raios e trovões sem igual, alagou projetos, planejamentos, metas. Como um furacão, trancou todos dentro de casa, esvaziou avenidas, ruas, cidades inteiras se calaram.

Nesse momento não houve o que ser feito, a não ser esperar.Esperamos os dias passarem, as semanas, os meses. Passaram as datas comemorativas, os bimestres escolares, os aniversários. 

Tivemos que nos adaptar ao caos nunca vivido antes. Os hospitais superlotaram e os profissionais da saúde têm agido como super heróis diante a essa crise que tem se prolongado.

E a chuva forte continua, dias com mais raios, outros dias com trovões, mas ela ainda está aqui. Sabe 2021, a maior companhia nesses tempos foi o medo, bem pareado com a fé.

Nunca se imaginou uma realidade como essa. Você chegou 2021, com uma responsabilidade que nem imagina. Chegou com um fardo gigantesco de esperança, nas suas costas. Com uma imensidão de sonhos frustrados, de coisas a se viver. 

Você chegou e encontrou destroços em todos os lados. Muitos corações quebrados, lares trincados de dor e saudade, vidas que se foram. Chegou como um convidado que erra o traje da festa, meio sem jeito, sem lugar, vai tentando disfarçar o mal estar que se instalou.

Sabe 2021, o povo por aqui é muito bom. Como filhos do mesmo Pai, tem o bem em sua essência, mesmo que cada vivência seja única, todos somos irmãos.

Trilhando caminhos particulares, e se alimentando com a religião proporcional a sua fome, somos seres em aprendizado, em constante transformação. E como temos aprendido.

Nossos corações ainda estão estremecidos. Por isso peço que chegue devagar. Nada de ruídos altos, gritos ou agitação. Peço que venha de mansinho, com muito carinho e uma dose extra de compreensão.

Sabe 2021, após tanta dor, medo e incertezas, a expectativa da cura é muito grande e todos desejamos que você seja o portador de boas notícias. Esperamos que os abraços e o toque possam voltar a acontecer, sem receio e sem risco. 

Todos esperamos que as crianças possam voltar para as escolas, reverem seus amigos, professores, voltar a brincar livremente, a correr, a se sujar até cansar. Esperamos que os médicos e toda a equipe de saúde possam descansar um pouco, com suas famílias, em paz.  

Sabe 2021, como pode ver, são muitas as nossas esperanças. Depois que essa tempestade chegou, o mundo aguardava ansiosamente por você, porque você é o sinônimo do novo, do que ainda não foi vivido, do que ainda está por vir.

Venha devagar, por favor, e traga na sua mala uma dose gigantesca de saúde para todos, de solidariedade e de fé. Seja bem-vindo 2021! Você foi muito esperado, e se Deus nos permitir, será ainda mais celebrado.


(*) Gabriela Gomes é publicitária