Desde 1984
Coxia
18 de Dezembro de 2020
Coxia 2613
Decreto

Após reunião no Fórum Milton Campos, convocada pelo promotor Igor Cisteli, com participação de representantes de entidades, da área da Saúde, da prefeita Simone Carvalho (PTB) e do prefeito eleito Laércio Ribeiro (PT), a chefe do Executivo publicou decreto determinando uma série de mudanças para conter a pandemia da Covid em João Monlevade. Uma delas, determina que os ônibus podem circular com até 10 passageiros em pé. A prefeita ainda restringe horários de funcionamento dos estabelecimentos comerciais, academias, bares e restaurantes. A medida vale a partir de hoje (18).

De fora

A secretária de Saúde, Elisângela Almeida, ficou de fora da reunião no Fórum. Quem acompanhou a prefeita foi a secretária adjunta, Claira Ferreira, e a procuradora jurídica, Racíbia Moura. Na rede social, cidadão questionou a ausência da secretária de Saúde e ela respondeu, na lata, que não fora convidada para aquele encontro. Climão no apagar das luzes do governo.

Em casa

A administradora do Hospital Margarida, Jussara Ferreira, defendeu a conscientização da população em reunião com o Ministério Público e entidades na quarta-feira (16). Segundo ela, o Hospital está operando muito próximo do total de sua capacidade e que só surgiram vagas no CTI esta semana porque houve óbitos. 'Por isso, não é o momento de sair de casa', disse.

Alerta

Além de Jussara, médicos também alertam sobre a pandemia e falam sobre a lotação do Hospital Margarida, além do esgotamento das equipes médicas e de enfermagem. São 10 meses de pandemia num setor estressante e muito delicado. Os profissionais pedem o fim de aglomerações, que a população mantenha o distanciamento social e usem máscaras para evitar o contágio. Vamos ouvir a voz de quem sabe o que fala.

Segura a Onda

Campanha da Acimon lançada nesta semana pede bom senso aos cidadãos e cobra medidas dos empresários, a fim de conter a disseminação do vírus. A medida visa, sobretudo, a manutenção do comércio e empresas abertas no fim do ano, sem prejuízo à saúde e à economia. É preciso bom senso.

Belmar

O vereador Belmar Diniz (PT) manifestou abertamente o interesse em ser o presidente da Câmara. No entanto, nos bastidores, a informação é a de que o seu partido, o PT, não tem se esforçado para ajuda-lo, o que teria deixado o vereador chateado. Belmar foi o único vereador eleito do partido do prefeito, Laércio Ribeiro. Se não presidente, será que ele pode ser ao menos líder do governo?

Hora do adeus

Para dez dos atuais vereadores, a reunião desta quarta-feira (16) foi a despedida da Câmara Municipal, mas nem por isso eles ficaram pelas falinhas mansas. Pastor Carlinhos (PL) disse que R$3 milhões foram “lavados” no Departamento Municipal de Águas e Esgotos (DAE). Guilherme Nasser (MDB) disse que a população monlevadense foi vítima de “homicídio” no trato com a Covid-19. Oposição até o fim!

Sinval

Goste-se ou não de Sinval Dias (PSDB), é impossível passar indiferente a ele. E até na última sessão dos seus 24 anos de vida pública ele demonstrou seu estilo. Ele levantou a voz para exigir de Leles Pontes (Republicanos) que cumprisse a decisão do plenário de não ler a ata da reunião anterior, e defendeu a gestão do DAE das críticas. A Câmara perdeu uma personalidade...

Presidência

E continuam as especulações para a presidência da Câmara. Leles Pontes (Republicanos), Revetrie Teixeira (MDB), Belmar Diniz (PT) e os novatos Doró da Saúde (PSD), Marcos Dornelas (PDT), Fernando Linhares (Democrata) e Gustavo Maciel (Podemos) são apontados como prováveis candidatos. Todos são da coligação do prefeito eleito. Será que haverá consenso ou disputa entre chapas? Esperemos 1º de janeiro.

Erramos

Na semana passada, foi publicada matéria informando que cinco metas que constavam no Plano Plurianual (PPA) 2018-2021 e que não foram cumpridas pelo governo Simone Carvalho (PTB) foram excluídas. Na verdade, a informação correta é que elas foram adiadas para o próximo ano e podem ou não ser implantadas. São elas: a infraestrutura das instalações da Fundação Crê-Ser, a construção do novo Canil Municipal, a ampliação das equipes da Estratégia de Saúde da Família (ESF) e saúde bucal, a implantação do Ônibus da Saúde e a infraestrutura da unidade de atendimento em atenção especializada. Pedimos desculpas pelo equívoco.