Desde 1984
Marisa Adriana Fonseca Alves
30 de Outubro de 2020
Vamos eleger mulheres para o Legislativo

A falta de representação feminina na Câmara Municipal gera consequências que se refletem, principalmente, mas não unicamente, na idealização, construção e execução de políticas públicas voltadas para a mulher no município.  

A presença de mulheres no Legislativo proporcionará um debate mais adequado e mais abrangente em torno de questões que estejam relacionadas às pautas femininas, principalmente em questões fundamentais, como saúde e segurança pública.

A Associação Mulheres em Ação de João Monlevade (AMA) nasceu em 2012, em virtude da ausência de mulheres na Câmara de Monlevade, com o objetivo de ser a voz das mulheres junto aos poderes Executivo e Legislativo.

Desde 2013, mesmo com as exigências das cotas, mulheres não ocupam cadeiras na Câmara Municipal de João Monlevade. A última foi Dulcinéia Lírio Caldeira, eleita vereadora pelo PT para o mandato 2009-2012. O curioso é que segundo dados do TSE as eleitoras do sexo feminino em João Monlevade representam 53,6% do eleitorado Monlevade.

Isso acontece devido à exclusão histórica das mulheres na política e que reflete hoje no cenário de baixa representatividade feminina em todas as esferas, em virtude do machismo estrutural, com a internalização, pelas próprias mulheres, de que o mundo político não seria o lugar delas.

Além disso, acreditamos que, infelizmente, ainda existe a resistência de alguns partidos em apoiar a candidatura de mulheres. As que se dispõem a encararem esta realidade encontram o impacto da divisão do trabalho, com dupla ou tripla jornada somada a limitações a recursos financeiros. Resumindo, elas têm menos tempo, menos dinheiro e nem todas tem postos de visibilidade para ter mais chances eleitorais. O que torna esta balança um tanto desigual. 

Pensando nisto, a Associação de Mulheres em Ação (AMA), de João Monlevade está realizando uma campanha visando incentivar a representatividade feminina na Câmara de vereadores de João Monlevade. O objetivo é ter mulheres decidindo sobre pautas femininas e sendo verdadeiramente ouvidas pelos órgãos e poderes públicos.

E, com intuito de dar voz e visibilidade para as candidatas deste pleito de 2020, a entidade convidou todas as candidatas para apresentarem suas propostas de políticas públicas voltadas para a mulher no município, sendo que todas que aceitaram o convite serão ouvidas ao vivo em debates transmitidos pelo Facebook: Ama João Monlevade. Os debates serão feitos em grupos de quatro a cinco candidatas a vereadora que abraçaram o projeto, com a mediação de uma das voluntárias da AMA nos dias 29/10, 3/11, 4/11, 5/11, 9/11 e 11/11, sempre às 19:00 horas. Participe conosco e eleja mulheres ao Legislativo. Essa é a nossa bandeira.


(*) Marisa Adriana Fonseca Alves é advogada e presidente da AMA