Desde 1984
() Pedro Mella
24 de Julho de 2020
Descaso da Prefeitura com academias
Nos últimos dias, a Prefeitura de João Monlevade tem se posicionado de forma lamentável em suas redes sociais no que diz respeito ao seu apoio aos segmentos que, por mais de 4 meses, sofrem com o fechamento, principalmente, quando o assunto é academias e centros de treinamentos.

O fato é que na última segunda- feira (20), aqueles que diziam apoiar as academias, decidiram fazer um post referente a uma notícia da Globo, através do Fantástico, que tratava da classificação dos riscos de diversas atividades, incluindo a prática de atividades físicas em academias. Segundo a publicação, essas seriam de altíssimo risco, assim como participar de um evento com mais de 500 pessoas ou ir a um estádio de futebol.

São tantas pesquisas que poderiam ter sido divulgadas que falam do efeito positivo da atividade física e do papel benéfico que as academias têm nesse período de pandemia para a prevenção de doenças e equilíbrio emocional. E, além disso, tantas outras reportagens e pesquisas que mostram como as academias têm se preparado para oferecer seus serviços com segurança aos seus clientes, enfim, uma infinidade de notícias boas e positivas a respeito. Mas a nossa prefeitura vai lá e prefere justo aquela com viés político, que se quer apresentou alguma comprovação científica ou embasamento técnico por meio de estudos. A notícia utilizada na divulgação é tão enviesada que inclusive foi baseada apenas na opinião de um grupo de pessoas que sequer sabemos de seus interesses com isso.

É muito importante ressaltar que a única pesquisa científica com embasamento técnico, que inclusive resultou em um artigo internacional, realizada na Europa com 3764 membros de academias, concluiu que a reabertura não apresenta ameaças de propagação da Covid-19.

Este que até o momento foi o único estudo acadêmico de larga escala realizado, envolveu pesquisadores da Universidade de Oslo e buscou investigar a transmissão do SARS-COV-2 (o vírus responsável pela Covid-19) nas academias. Para que fosse possível o estudo, as instalações das academias na cidade foram abertas no dia 22 de maio com suas atividades normais para a realização da pesquisa, enquanto a Noruega ainda estava em Lockdown e se encontrava no auge da proliferação.

Além do mais, Monlevade conta com mais de 40 academias e centros de treinamentos, 400 profissionais competentes, formados, em busca dos seus sonhos e, inclusive, muitos destes com famílias para sustentar. Aí, a sugestão do nosso município é para que o monlevadense procure por esses serviços fora (Personal Trainer Digital). É lamentável saber que a própria Prefeitura não apoia o mercado local e, sequer se preocupa em oferecer ajuda na luta pela retomada das atividades, como a maioria dos municípios do Brasil tem feito.

(*) Pedro Mella é empresário e proprietário de crossfit