Desde 1984
Delci Couto
24 de Abril de 2020
“PLURALIDADES” - I

Tomando emprestado o título desta “Coluna” do ilustre mano e renomado escritor Welis Couto, atrevo-me a seguir em frente, expondo pensamentos e ideias nas diversas áreas do conhecimento, respeitando porém, a limitada visão do meu conhecimento míope e, neste sentido, estarei sempre aberto às críticas, ao sadio debate de ideias e de visão contraditória. O nascimento desta “Coluna” tem amparo na solicitação de amigos, frente ao destacado sucesso público, sobretudo dos formadores de opinião, alcançado pela publicação do “Movido por Ideias”. 

No entanto, de antemão, peço desculpas aos leitores detentores do aguçado gosto e acostumados a se deliciarem da beleza da arte literária. A prioridade desta “Coluna”  será  a  consultoria  técnica,  com  o  objetivo  claro  e  “racional”  de orientação  gratuita  ao  futuro  gestor  público  municipal  e,  consequentemente, dificilmente se desfrutará da beleza comovente da criação da arte literária.   

CONSULTORIA

Serviço técnico  diferenciado  que  busca  conhecer  e  identificar  problemas  e  propor soluções e melhorias continuas na organização, visando atingir a eficácia e a eficiência. O Consultor é visto como agente de mudança e o seu papel central está direcionado em mover obstáculos culturais ou não na organização e trabalhar as pessoas, dando a elas novas perspectivas para que, como peça importante e “chão de fábrica”, façam as coisas acontecerem. O resultado esperado dependerá do envolvimento do grupo como um todo e da criação de um ambiente sadio e motivacional em todos os setores da organização. 

CONVITE

Num passado não muito distante, mesmo sendo um dos críticos das ações de um ex-prefeito (não critico pessoas, critico atos de agentes públicos ou não), fui surpreendido com o inesperado convite deste ex-prefeito e, como cidadão, compareci ao seu gabinete e lá tivemos uma amistosa conversa consultiva por mais de uma hora.  Naquele momento, forneci a ele valiosas orientações técnicas consultivas de gestão, mesmo sabendo que, por questões políticas, jamais seriam implementadas.

MÁQUINA PÚBLICA

A estrutura vigente de nossa máquina pública, praticamente, foi montada lá atrás, no início dos  anos setenta, na gestão do saudoso ex-prefeito Antônio Gonçalves e comandada pelo seu competente Assessor Adilson Prates. Pequenas alterações sofridas, como a mudança de Departamentos para Secretarias e Assessorias, esta  estrutura conseguiu sobreviver e resistiu às inovações introduzidas pela onda da Reengenharia que sacudiu e revolucionou as administrações  no início dos anos noventa.

Inexplicavelmente, esta estrutura permanece perene até hoje porém, este modelo encontra-se esgotado por completo e competirá ao próximo gestor público introduzir e promover as mudanças tecnicamente necessárias para que seu nome não venha fazer parte desta triste estatística de ser apenas “mais um” prefeito na história política de João Monlevade. Um novo formato será apresentado nos próximos capítulos para deleite dos leitores e para análise dos pretendentes ao cargo de executivo municipal. 


(*) Delci Couto um livre pensador – Contador, Perito, Auditor e Consultor Empresarial