Desde 1984
Coxia
03 de Abril de 2020
Coxia 2577

Gripada

A prefeita de Monlevade, Simone Carvalho, esteve gripada, mas não teve sintomas de coronavírus. Segundo o assessor de comunicação, Will Jony Gomes Nogueira, ela está se recuperando, tem ido pouco à Prefeitura, mas despachando com secretários, na maioria das vezes, em sua casa

Isolamento

Pessoas estão nas ruas desrespeitando o isolamento social prescrito pelo decreto da prefeita Simone Carvalho. O pedido é para a população ficar em casa. No entanto, ela não tem sido atendida com várias pessoas nas principais avenidas. Precaução e todo o cuidado nunca são demais.

Baixa adesão

Apenas 30 pessoas participaram da carreata que pedia a abertura do comércio na cidade no último sábado. Nas redes sociais, houve quem disse: “Vão abrir as lojas para quem? Eu não vou lá comprar”. Outros ameaçaram boicotes aos estabelecimentos que abrirem neste período.

Na medida

A Prefeitura de Mariana tem dado um show de informação sobre o combate ao Covid-19. O prefeito Duarte Jr. faz lives, concede entrevistas à imprensa, sempre acompanhado do secretário de saúde. Ao noticiar a morte de um cidadão confirmada por coronavírus, a informação foi precisa, com sobriedade e seriedade exigida pelo momento. Exemplo a ser seguido. 

Sion

A Prefeitura de Monlevade publicou edital para obras de R$1 milhão no bairro Sion. O recurso é fruto do empréstimo aprovado pela Câmara e que rendeu muita discussão. Mas devido ao coronavírus, a administração nunca mais tocou no assunto e não informou se as obras continuam neste ano.

Áreas Públicas

Será que também sai este ano o leilão de áreas públicas, com a proposta de repassar os recursos para quitar as dívidas do Hospital Margarida? E a questão dos permissionários, que foi para a justiça e, pelo visto, subiu no telhado de novo e não será dessa vez que o impasse se resolve.

IML

O coronavírus também travou a liberação de obras importantes, como a da implantação do novo IML, ao lado do prédio da Secretaria de Saúde, no Belmonte. Mais um assunto importante de João Monlevade que fica para depois.

Cesta

Grupos de mães reclamaram da qualidade da cesta básica doada pela Prefeitura: “dois pacotes de canjiquinha a vencer, quatro de feijão cheio de bicho, uma caixa de suco vencido, dois pacotes de macarrão e um de farinha”. Uma mãe criticou: será que a prefeita teria coragem de passar o mês com uma cesta dessas? 

Esclarece

Questionada pelo Jornal, a secretária de Trabalho Social, Ana Angélica Prandini, disse que foram doados kits de alimentos com os produtos que as escolas tinham para a merenda escolar, que não consistiam em cestas básicas completas. Segundo ela, jamais seriam entregues produtos já utilizados ou vencidos. Ela completa que a Secretaria tem cota mensal de 260 cestas que vem sendo distribuídas desde quando a quarentena começou.

Primeiro de abril

A morte do senhor de 81 anos por suspeita de coronavírus, ocorrida na noite do dia 31, não foi caso primeiro de abril. A suspeita foi noticiada pela Secretaria de Saúde. A confirmação ou descarte da doença depende de resultados de exames. Irresponsabilidade seria não noticiar algo tão importante neste momento.

Ajuda

Várias empresas e instituições têm ajudado a Prefeitura e o Hospital com medidas para conter o coronavírus. O jogador Vinícius Araújo gravou vídeo pedindo ajuda e divulgou uma conta para depósito. A ArcelorMittal anunciou doação de R$4 milhões. Ontem (2), a Vale entrou em contato com a Prefeitura e pediu para que a administração envie lista do que está precisando para combater o coronavírus em João Monlevade. Que não faltem bons exemplos.