Desde 1984
()Guilherme Nasser
23 de Março de 2020
Um manifesto pela saúde

É hora de humanidade e responsabilidade

Todos nós acompanhamos, incrédulos, atitudes de quem se esperava o conhecimento e discernimento necessário, medidas que colocam o nosso povo em um risco desnecessário. Vemos ótimos exemplos de união e inteligência em outros municípios e aqui acompanhamos um erro atrás do outro. 

Minha vontade agora, como de muitos monlevadenses, era de apontar dedos, mostrar minha indignação. Mas não. A hora é de fazer diferente. É o momento de propor. Portanto, propomos ao governo municipal e nossa rede pública de saúde, que antes de soltar comunicados sobre vacinas e assuntos relacionados a mobilidade pública, pensem, avaliem o risco de contaminação em caso de aglomerações. Se a ordem é ficar em casa, não faz sentido colocar as pessoas, principalmente idosos nas ruas. As vacinas devem ser levadas aos idosos e não eles irem a postos e se aglomerar lá em filas. Os agentes comunitários de saúde que passaram no processo seletivo e ainda não foram chamados poderiam ajudar muito nessa triagem. Perde-se a credibilidade da Prefeitura e do sistema de saúde esse vai e volta. Essa comunicação mal feita. 

Outra questão que me deixa preocupado, existe diversos relatos de abuso econômico no preço de produtos essenciais e a fiscalização deve ser forte e agir rápido para coibir esses casos. Muitos comércios fechados e outros com grande aglomeração de pessoas.

Como representante da nossa população, preciso manifestar minha total preocupação com a forma como as coisas estão acontecendo por falta de liderança na nossa cidade. Perderam o controle e a credibilidade de governar. A população assiste a tudo isso com a esperança de que dias melhores virão. E virão. Agora é hora de parar de apontar dedos e dar apoio, sugestões. A principal delas, pandemia viral se combate com inteligência e gerência. Devemos, como representantes públicos, agir de forma racional. As pessoas devem ficar em casa. O poder público deve fazer o que for possível para evitar aglomerações e fazer parceria com os meios de comunicação e população. Manter as informações corretas, e nunca esconder a realidade. Informação correta salva vida.

Proponho ainda que se faça uma triagem e acompanhamento de todas as pessoas que chegam a nossa cidade vindo ou retornando seja do exterior ou de qualquer outra área de alto risco de contaminação;

Proponho ainda que sejam instaladas, como em vários outros municípios, barreiras sanitárias nas entradas da cidade (ainda que nossa cidade seja cortada pela 381 é possível protegermos nossa população por completo), antes que tenhamos casos confirmados e mortes;

Proponho ainda que os supermercados e talvez farmácias possam funcionar 24h (diminuiria o volume de pessoas), que seja adotado e estabelecido através de decreto o número máximo de pessoas por vez dentro dos mesmos e a quantidade máxima de compra por cidadão; 

Proponho ainda que se coloque a fiscalização na rua para fazer cumprir a lei em TODOS os locais, senão o decreto 031/2020 em que fecham a maioria dos comércios será inócuo


(*)Guilherme Nasser é vereador em João Monlevade