Desde 1984
Erivelton Braz
24 de Janeiro de 2020
Onde anda Simone
A última aparição pública da prefeita Simone Carvalho (PSDB) foi em dezembro, quando ela prestigiou o Papai Noel na Praça 7. A prefeita também “desapareceu” das redes sociais, tendo a sua última postagem ocorrida no dia 30 de dezembro. Neste ano, Simone pouco foi à Prefeitura, despachando mais de casa, onde também recebe assessores mais próximos. Em silêncio, ela não falou uma palavra sobre as denúncias de tráfico de drogas e venda de abortivos no Posto Médico do Novo Cruzeiro e não falou nada sobre a situação dos permissionários de áreas públicas na cidade. Isso, apenas para citar dois fatos recentes que mereciam a atenção da chefe do Executivo. Nas ruas, o que se ouve é que “basta procurar Carlos Moreira que ele resolve”. Isso é dito sem pudor por populares, vereadores e parte do secretariado, o que expõe a prefeita ao constrangimento de ser preterida ao marido ex-prefeito. Aliás, é ele quem fala por ela nos microfones da Rádio Educativa Global FM, seja por conta própria ou quando entrevista assessores do governo, dando recados mais de cunho eleitoral do que informativos para os ouvintes. Enquanto isso, pouco se ouve a voz de Simone...Ausência percebida, nesta semana, ela não participou de solenidade com o comando da Polícia Militar e não recebeu, na Prefeitura, os empresários que reivindicam mudanças no trânsito na região central. O chefe do setor limitou-se a dizer que estava ali para ouvi-los e que daria o retorno em 30 dias. Não convenceu. Se a prefeita sequer pôde ouvir o pedido, ela vai concordar em fazer as mudanças desejadas? Nesta edição, o jornal A Notícia traz duas páginas analisando o cumprimento do plano de governo prometido em campanha pela prefeita. Das 36 ações, ela cumpriu efetivamente 8. Nenhum político cumpre 100% do que prometeu para se eleger. No entanto, é preciso fazer uma prestação de contas clara, de preferência, ao fim do terceiro ano de governo, informando à população dos porquês do não cumprimento das propostas. Daqui a cerca de oito meses, começa outro período eleitoral. Candidata à reeleição, será que a prefeita vai se lembrar do seu plano de trabalho apresentado na campanha de 2016? Se ela evita eventos públicos e até os oficiais, vai sair às ruas pedindo voto? Enquanto isso, onde anda Simone?

() ERivelton bRaz é editor do A Notícia e fundador da Rotha Assessoria em Comunicação