Desde 1984
Zero
26 de Julho de 2019
Zero, de onde menos se espera é que não sai nada

A Índia é nossa

Itabira que se cuide. Depois que anunciou negociação para receber empréstimo de quase R$1 bilhão da China, João Monlevade avisou que não vai deixar por menos e já negocia pegar mais do que isso da Índia, terra de Lakshmi Mittal, dono da usina local. Moreirão, marido da prefeita e que tinha acusado a empresa de irresponsável, voltou atrás. "Mittal é gente nossa, galera"

Seleção da Câmara

A seleção de vereadores da Câmara de João Monlevade joga no esquema 8-4-3: são oito na defesa: Cláudio Cebolinha, Tonhão, Sinval Dias, Fábio da Silva, Toninho Eletricista, Rael Alves, Lelê do Fraga e Leles Pontes quatro no ataque: Belmar Diniz, Thiago Titó, Gentil Bicalho e Pastor Carlinhos e três no meio de campo: Vanderlei Miranda, Guilherme Nasser e Djalma Bastos.

Casa global

Diante da falta de assunto do jornal A Notícia que fica publicando matéria informando que ela está fazendo as reuniões de trabalho da Prefeitura em sua casa, a prefeita de Monlevade, Simone Carvalho "Moreira", tomou uma medida radical: não mais fará reuniões em sua residência. Os encontros, a partir de agora, serão na Global.

Prato feito

É claro que não vai ser construído nem um nem outro, mas o vereador Cláudio Cebolinha (PTB) apresentou proposição na Câmara para que a Prefeitura de Monlevade construa dois restaurantes populares.
Tentando sensibilizar a prefeita ele garantiu que entra com a cebolinha. Parece que a campanha eleitoral já começou e temperada...

Por que, não?

Esqueceram de mim 13. Este seria o título do filme para mostrar a situação do vereador Belmar Diniz dentro de seu partido, o PT. Na realidade o partido está mais do que partido em relação ao apoio político ao filho do lendário ex-prefeito e fundador do PT, Leonardo Diniz. Se ele deixar a legenda, pelo que parece, muitos falarão apenas "boa viagem". Ao que Belmar já antecipa uma resposta: "por que, não?".


Faltam 600

Diante da informação de que João Monlevade tem um déficit de 600 vagas nas creches municipais, já tem político pensando em ampliar não o número de unidades para atender a população, mas aumentar a distribuição gratuita de camisinhas e anticoncepcionais. Se a moda pega...

Fabrício X Simone

Pela primeira vez na história do município de João Monlevade um vice prefeito se lança candidato após o prefeito (a) anunciar sua candidatura à reeleição. É nisso dá Simone viajar pra praia e não colocar o vice Fabrício em seu lugar.

Reforma ortográfica

Alguns vereadores de João Monlevade foram a Brasília, onde se reuniram com o Ministro da Educação Abraham Weintraub, para sugerir mudanças na Língua Portuguesa. Eles querem uma nova reforma ortográfica, inclusive, com novas regras de concordância. “Fica mais fácil falar e as pessoa entende melhor”, disse um deles, defendendo ainda que o dicionário brasileiro deve anotar outros vocábulos, tais como pãe (em vez de põe) estalta (em vez de estátua), ex (em vez de eles), continente (contingente) e "intargando" (indagando). Outros dois que também foram na capital de Bolsonaro, como membros redatores adjuntos, apoiam as medidas e não "vêem pobrema ninhum” nas mudanças gramaticais.