Coxia
1 de junho de 2018

coxia 2405

Primeiros Socorros I

A morte de um atleta amador que disputava uma partida da Copa Interbairros de Futebol no último domingo (27), no estádio Louis Ensch, gerou denúncias em reunião do Conselho Municipal de Saúde nesta semana. Profissionais da área de saúde da Prefeitura, que são conselheiros, denunciaram que há pressão para que se disponibilize servidores para os jogos. Porém, não há estrutura adequada para atendimentos de primeiros socorros em eventos esportivos na cidade.

Primeiros Socorros II

Mais que penalizar a profissional de enfermagem que atuava na ocasião, é preciso que a administração municipal leve mais a sério a questão do atendimento de saúde em eventos esportivos. Monlevade, já carente de iniciativas dessa natureza, deve, acima de tudo, melhorá-las. E a preocupação com a saúde dever ser prioritária, oferecendo estrutura e capacitando os profissionais.

Nem uma, nem outra

Depois que a provedoria do Hospital Margarida e o governo municipal criticaram e questionaram a legalidade da atuação da conselheira de saúde Jalva Ribeiro e ela afirmou que quem estava ilegal na entidade era a secretária de saúde Andréa Peixoto, o Ministério Público recomendou que novas eleições sejam realizadas em julho e que os conselheiros com dois mandatos sejam substituídos. Resultado? Jalva e Andréa estarão fora do Conselho de Saúde em julho. Bom para todo mundo?

Polêmica da saúde

Enquanto a secretária municipal de saúde de João Monlevade, Andréa Peixoto, afirma que não vai aceitar que seja feita política em sua pasta, o vereador Revetrie Teixeira (MDB), que é servidor concursado que atua na secretária, sempre critica que o setor está repleto de candidatos a vereador derrotados nas últimas eleições que foram abarcados pelo governo e fazem política no local. Parece que essa polêmica ainda vai dar muito pano para a manga.

Clima tenso I

A discussão de um projeto de lei envolvendo a atuação de vans em João Monlevade, ocorrida essa semana na Câmara Municipal, mostrou até onde podem ir os embates no Legislativo por pura vaidade de alguns vereadores. Irritado com as críticas ao projeto do Executivo e com críticas da oposição, Sinval Jacinto Dias (PSDB) criticou a comissão que propôs emendas. Ele afirmou que aquele era um trabalho de todos os vereadores, aproveitando a presença de representantes das vans.

Clima tenso II

Sem pensar duas vezes, Guilherme Nasser criticou duramente a atitude do colega de partido e exaltou o trabalho dos vereadores que avaliaram o projeto. Isso, depois de afirmar que o governo foi covarde com os motoristas de vans ao propor certos pontos do documento. Clima tenso.

Peitaram

De acordo com uma fala do vereador Pastor Carlinhos (MDB) na última quarta-feira (30), os seis vereadores que realizaram um manifesto na praça Domingos Silvério na semana passada, em protesto contra a mudança de local do ponto de ônibus, "peitaram" o chefe do Settran, Brenno Lima, que afirmou que os ônibus não iriam parar fora do ponto e que não adiantaria o protesto. Porém, de acordo com o Pastor, os ônibus pararam no local pedido e a população aderiu ao movimento. Ele ainda afirmou que "os ônibus teriam que passar por cima dos seis vereadores".