Coxia
11 de maio de 2018

Coxia 2399

Derrota?

A prefeita Simone Carvalho (PSDB) acabou ficando feliz com a reprovação do seu projeto de reajuste salarial de 3,29% aos servidores, feita pela Câmara Municipal na última quarta-feira (9). Apesar da derrota histórica, foi clara a articulação da base de seu governo, liderada pelo vereador Sinval Jacinto (PSDB), para derrubar o projeto. Como se diz, nem tudo é o que parece ser.

Escolinha

A entrevista concedida pelo vereador Sinval Jacinto Dias (PSDB) ao radialista e ex-prefeito Carlos Moreira na manhã de ontem (10) na rádio Cultura teve um tom muito peculiar. Em vários momentos, principalmente quando o comunicador questionava o parlamentar sobre a atuação dos seus colegas, mais parecia um professor de escola primária perguntando ao aluno exemplar da turma quem estava procedendo bem ou mal na sala de aula. Seria cômico, se não fosse trágico.

Indigesto

A denúncia de que uma agulha foi encontrada em uma refeição fornecida a uma paciente do Hospital Margarida chamou a atenção de todos durante reunião do Conselho Municipal de Saúde de João Monlevade realizada na última terça-feira (8). O fato é grave e o Hospital se posicionou, afirmando que o erro foi da empresa fornecedora. As responsabilidades devem ser apuradas, mas, antes de mais nada, o mais importante é que absurdos desse tipo não se repitam, ainda mais em uma casa de saúde.

Desabafo I

O jornalista Chico Franco não poupou o ex-prefeito de João Monlevade, Carlos Moreira, seu ex-chefe e aliado de muitos anos, de duras críticas em seu programa na rádio Comunicativa, na manhã da última quarta-feira (9). O jornalista afirmou que pode falar do ex-chefe do Executivo, pois o conhece muito bem e que, infelizmente, foi um dos principais responsáveis pela ascensão política de Moreira, o que lhe deixou uma dívida com a cidade de Monlevade.

Desabafo II

E para fechar com chave de ouro, Chico foi taxativo ao dizer que preferiu sair do governo de Carlos Moreira por não "aguentar tanta mentira e mal feito". Desabafo de quem tem muita história para contar.

Conselho I

Em reunião do Conselho Municipal de Saúde na última terça-feira (8), a conselheira Jalva Ribeiro, que teve a legalidade de sua vaga na entidade questionada pelo provedor do Hospital Margarida, José Roberto Fernandes, afirmou, com documentos em mãos, que sua participação no Conselho é legítima e regular.

Conselho II

Para aumentar ainda mais a polêmica, Jalva foi categórica ao dizer que quem está irregular na entidade são a secretária municipal de Saúde, Andréa Peixoto e a própria presidente do Conselho, Carolina Gomes. As duas ficaram caladas e não responderam as colocações de Jalva. Vem mais polêmica por aí.