Ponto e Vírgula
4 de maio de 2018

Sinais de cansaço?

Conhecido por seu forte poder de articulação, o ex-prefeito de João Monlevade, Carlos Moreira, desde a campanha eleitoral que elegeu sua esposa, Simone Carvalho, se posicionou como principal estrategista político do grupo. Desde sempre, a palavra final sobre tudo o que envolve o governo foi dele.
A própria prefeita Simone Carvalho (PSDB) nunca escondeu que Carlos Moreira seria seu consultor no governo, devido à sua experiência política à frente do município, como ex-prefeito por dois mandatos. Porém, com tantas críticas por parte dos vereadores (umas por questões triviais do governo, como cortes de árvores, tapas buracos ou problema na sinalização e outras mais graves, como denúncias de supostas irregularidades e até aparelhamento político da Secretária deSaúde), Carlos Moreira estaria apresentando sinais de cansaço? Ou o suposto saber e a velha prática de não ouvir ninguém, acompanhada pela opinião de secretários e assessores que lhe dizem amém a tudo, taparam-lhe os olhos e os ouvidos?
Em apenas 1,5 ano, o governo Simone tem sido bombardeado por vários lados. Tudo fruto da falta de articulação política. Se ela tem feito uma boa gestão, “medindo a água e o fubá” para deixar a casa em ordem, falta-lhe traquejo para lidar com questões políticas. Mesmo com a clara participação do marido na gestão, o governo Simone navega enfrentando graves turbulências. Exemplos não faltam. Até aliados, como o vereador Guilherme Nasser, deixaram de lado o compromisso com o grupo para tecer várias críticas ao que ele tem visto de errado. Sem espaço no governo Simone, inclusive, com a demissão de comissionados indicados por ele, Nasser se tornou um “estranho no ninho” e sinaliza um voo solo daqui para a frente. Em seu programa matinal da Rádio Cultura,Moreira teceu duras críticas aos vereadores que “apoiaram Simone e que hoje estão contra”. O comunicador, inclusive, intimidou os parlamentares ameaçando “dar nomes”. Mais falta de articulação do casal Moreira, impossível.
Outra falta de controle e articulação de Moreira é a confusão envolvendo o Conselho Municipal de Saúde. Acostumado a ter até os conselhos municipais sob controle, Carlos Moreira está visivelmente, ou melhor, “audivelmente” incomodado com as denúncias do conselho. Também em seu programa de rádio, Carlos Moreira tem se exaltado contra os conselheiros e as denúncias oferecidas pela entidade, que tem poder de deliberação no município. Outro sinal de fraca articulação política.
Para piorar, há a possibilidade da Câmara de vereadores abrir uma CPI contra possíveis irregularidades na Prefeitura. É um claro sinal de ruptura entre o governo municipal e o parlamento. Além disso, Simone seria a primeira representante do PSDB de João Monlevade a enfrentar uma CPI. Tem que melhorar e muito, o relacionamento com os vereadores se o casal Moreira quiser menos desgaste. Mas não pode ter cansaço.

() Erivelton Braz é editor do A Notícia e fundador da Rotha Assessoria em Comunicação