Coxia
6 de abril de 2018

Coxia 2390

Buracão

O vereador Pastor Carlinhos (MDB) disse que Monlevade precisa ressuscitar o “João Buracão”, boneco que criticava os buracos da cidade. No município, quem implantou a ideia foi o vereador Sinval Jacinto (PSDB), quando era de oposição. Segundo Carlinhos, vai faltar boneco para tanto buraco.

Tapa na cara

Para o vereador Thiago Titó (PDT), o governo deu um tapa na cara do servidor ao mandar para a Câmara, proposta de reajuste dos servidores, antes mesmo do término das discussões entre as partes. Mais estranho ainda é o governo justificar que entendeu o assunto como encerrado após o Sindicato negar a contraproposta do Executivo. Uai, assim não tem debate...

Pressão Alta

A área de saúde em João Monlevade está sofrendo de pressão alta. Isso, porque os problemas são muitos, reclamações inúmeras e críticas diversas, até por parte de vereadores da base governista. A Secretaria de Saúde, carro chefe do governo, está precisando tomar remédio.

Indefensável

Nesta semana, para se ter ideia, até o vereador Guilherme Nasser, que é cria do PSDB de João Monlevade e nome forte da base na Câmara, soltou o verbo na tribuna sobre a desorganização da Secretaria de Saúde: “quero ver quem tem coragem de defender esse governo”. Nem Sinval conseguiu.

Chuvas

Após as fortes chuvas, João Monlevade está precisando de limpeza generalizada. Além do reparo dos buracos, claro, tem ainda muito barro, muita lama e pedras soltas nas vias. Isso, por causa de alagamentos em diversos pontos após as fortes chuvas nas noites de segunda e terça-feira. Infelizmente, o problema não deve ser resolvido rapidamente, segundo o próprio governo. A Secretaria de Serviços Urbanos precisa atuar mais.

Desrespeito no HM

Um leitor indignado entrou em contato com a redação do A Notícia nesta semana, relatando a falta de respeito de diversos motoristas com as vagas de estacionamento e de acessos para deficientes físicos, portadores de necessidades especiais e idosos no Hospital Margarida. Ele, que leva a mãe idosa para fazer fisioterapia no local, afirmou que são frequentes os flagrantes de desrespeito com as vagas, que são ocupadas por pessoas jovens e sem problemas físicos. Um verdadeiro absurdo, pois respeito é bom e todo mundo gosta.

Desrespeito no HM II

Em seu desabafo, o leitor também reclamou da situação precária das vias que circundam o Hospital, que, segundo ele, possuem muitos desníveis e o calçamento não é adequado para a locomoção de cadeirantes. Ele ainda lembrou que, dias atrás, um veículo comum ocupava a vaga destinada a ambulâncias no Pronto Atendimento (PA). Fica o registro de um tema bastante sério.