Espaço Livre
9 de março de 2018

Cotidiano |O embrulho do bombom

Maria nunca se acostumou a ter que prender os cabelos, usar maquiagem e sapato de salto, durante o expediente de trabalho. Na empresa já há alguns anos, ela ainda pega o ônibus de tênis e se ‘monta’, antes de pegar o elevador do escritório.
Profissional exemplar, Maria faz sempre mais do que seu chefe espera. Ela é referencia no seu setor, colabora com os setores dos colegas e ainda ajuda na cozinha, quando necessário, passando o café e lavando a louca. Maria não se conforma em ter que se maquiar. A eficiência e qualidade profissional de Maria são muito superiores à cor do seu batom ou a altura do seu salto.
Mercedes é uma excelente vendedora de roupas. Trabalha na mesma loja há mais de 10 anos, com o uniforme sempre limpinho, passado a ferro e por vezes, engomado. Mercedes costuma se atrasar, pois o ônibus nunca passa no horário e a caminhada nem sempre é rápida. Mercedes tem milhares outros conflitos pessoais, mas lá, na loja, ela mantêm a excelência, tem prazer em trabalhar, em atender bem os clientes, e em ser gentil o tempo todo, pois para ela isso não é sacrifico algum. Mercedes também não se incomoda em ter que fazer cerão aos sábados, ou por não sair na hora certa. Mas seus 5 minutos de atraso, de quase sempre, pesam mais que seu comprometimento e sua dedicação.
Marta cozinha desde menina. Merendeira da escola municipal, ela tempera as refeições com amor, como se preparasse para os filhos, que ela nunca teve. Marta acordo antes do sol, deixa o café pronto para sua mãe, já idosa, e vai trabalhar. Sempre sorrindo, ela recebe as crianças bem cedo, com a mesma alegria, todos os dias. Mas Marta fala muito, e isso incomoda algumas colegas de trabalho. Marta é uma cozinheira sem igual, lava os legumes, os pratos, até o chão, e não se incomoda de limpar ajoelhada, que é “pra limpar direito”. Mas Marta fala muito, e mesmo que fale com o coração, as vezes ela é julgada por isso.
O embrulho do bombom não traz o sabor do seu recheio. Maria é uma competente profissional, mesmo sem o salto alto e o batom. Mercedes sempre será boa vendedora, e os seus 5 minutos de atraso não diminuem isso, e o tempero da comida da Marta sempre será especial, mesmo que ela permaneça em silêncio. Quando aprendermos a não julgar os outros, conheceremos a real essência de cada um. E o sabor único do seu recheio.

() Gabriela Gomes é publicitária e responsável pelo setor comercial do jornal A Notícia