Coxia
2 de fevereiro de 2018

coxia 2373

Apagão

João Monlevade e cidades vizinhas ficaram cerca de 9h sem luz na última terça-feira. O problema tem sido recorrente, com piques de energia cons-tantes e até falta de luz em diversas cidades da região. Prefeitos e demais políticos do Médio Piracicaba precisam cobrar uma melhor prestação dos serviços, já que, com chuvas, sempre tem faltado luz. A população agradece.

De volta

Descansados e com ânimo total, vereadores de João Monlevade retornam das férias na próxima semana. Na quarta-feira (7) tem a primeira reunião do ano de 2018, o segundo da Legislatura. Espera-se mais projetos, mais foco em João Monlevade e menos desvio para assuntos que em nada contri-buem para o município.

Presidência

E o ano mal começou e já tem parlamentar se articulando para decidir quem ocupa a presi-dência do Legislativo. A eleição só acontece no fim do ano, mas os pauzinhos estão sendo mexidos e, nos bastidores, as conversas seguem a todo vapor. E, pelo visto, tudo pode acontecer.

R$0,15
A passagem de ônibus em Monlevade foi reajustada em R$0,15, tanto para o pagamento em cartão, quanto para o pagamento em dinheiro. Os usuários, claro, não gostaram do aumento. Mas a maior reclamação é que, para a maioria, os valores de R$3,65 e R$3,30 não valem pela quali-dade dos serviços prestados: atraso nos ônibus, falta de limpeza e pedidos para mais horários, estão entre as maiores reivindicações. A voz do povo, voz de Deus...

Chuvas I

Mais uma vez, fortes chuvas causaram estragos em João Monlevade. Na noite da última terça-feira (30), uma tempestade acompanhada de raios e trovões voltou a causar trans-tornos na cidade, como em dezembro passado. Um dos locais afetados foi, novamente, a avenida Rodrigues Alves, no bairro República, onde uma enorme cratera foi aberta em um dos pontos danificados pelas chuvas do ano passado.

Chuvas II

Como o problema já havia sido reparado pela Prefeitura, ao que tudo indica, os custos dos reparos não devem ficar nos pouco mais de R$130 mil anunciados pelo Executivo dias atrás. Tudo bem que as chuvas foram realmente fortes, mas reparos paliativos e pouco eficientes sempre geram retrabalhos e gastos desneces-sários. Definitivamente, não dá para contar apenas com a boa vontade de São Pedro.

Febre amarela
O alerta em relação à febre amarela continua na região do Médio Piracicaba. Na última sexta-feira (26), a Prefeitura de Alvinópolis, através da Secretaria Municipal de Saúde, divulgou pelas redes sociais a morte de um homem de 57 anos em decorrência da doença. Em Itabira, foi confirmada, na última quarta-feira (31), a morte de um homem de 42 anos. Outros municípios já confirmaram casos da doença e alguns aguardam os resultados de exames. Prevenção, através da vacinação, ainda é o melhor a se fazer.