Você está em Opinião / PAPO ABERTO /
Papo Aberto
22 de dezembro de 2017
O monstro cresceu
Não vou fechar o ano com reflexões sobre 2017 ou com mensagens bem aventuradas de como você, leitor, deve se portar em 2018. Quem sou eu. Vou, na verdade, registrar em minha última coluna do ano uma tristeza.
Minha opinião pode ser dura e não agradar a muitos. Para outros, pode até soar antiética, o que defendo piamente que não seja. Mas tenho a dizer que, como jornalista há mais de vinte anos e membro da imprensa em João Monlevade, minha terra, me entristece muito ver no que se transformou o jornalismo em nossa cidade. Sendo mais preciso, no que se transformaram cerca de 80% dos veículos de comunicação locais.
O nosso jornalismo, na maioria dos casos e definitivamente, está dando lugar à pura bajulação por benefícios, a espaços que se travestem de informativos, mas se tornaram apenas publicitários, há muito. Propagar imagens positivas à força e elogiar o poder político e financeiro está à frente de tudo e qualquer coisa e o bom e velho trabalho de imprensa, que deveria ser respeitado, está indo para o famoso e malfadado beleléu. Não são mais precisos a apuração de verdade, a entrevista sagaz, o investigativo e, muito menos, a produção do texto claro, límpido e objetivo, que pura e simplesmente informa e, também, faz refletir e aguça interpretações. Tudo já chega pasteurizado, embalado e prontinho para consumo, vindo das gavetas do poder.
Lá atrás, em textos escritos por volta de 2004 e 2005, eu já alertava sobre o monstro que se criava e hoje vemos como ele está: grande, perigoso, asqueroso e voraz. E quando se acha que a picaretagem explícita tem limites, a realidade nos mostra que, infelizmente, não. Não se enganem. Ela não tem.
Essa é a triste realidade que enxergo em nossa imprensa neste fim de 2017. Quase tudo e todos contaminados pela ânsia ao vil metal. Que Deus nos ajude e nos dê forças, para que possamos enxergar bons horizontes em 2018.

() Luiz Ernesto é jornalista, escritor e subeditor do A Notícia
LEIA TAMBÉM
 
Publicidade
31 3851-1791
Av. Rodrigues Alves, nº 78, República
João Monlevade/MG
NOTÍCIAS
OPINIÃO
OPINIÃO
SOCIAIS