Você está em Opinião / PONTO E VÍRGULA /
Ponto e Vírgula
1 de dezembro de 2017
Propósitos para viver
() Erivelton Braz

Geraldo Rufino, Lásaro do Carmo Júnior e Guilhermina Abreu deram uma aula de empreendedorismo, abordando temas importantes e o que é preciso fazer para viver bem, seja nos negócios e na vida pessoal: propósito. Segundo eles, isso muda o mundo. Os três palestraram nesta semana em Monlevade, no ótimo seminário “Desafios do Crescimento”, realizado pelo Sebrae Minas. O evento teve apoio imprescindível da Associação Comercial Industrial e de Prestadores de Serviços de João Monlevade (Acimon) e Sicoob Credmepi.
O currículo dos palestrantes dispensa comentários. A empreendedora social Guilhermina Abreu abriu a noite e falou da importância em acreditar. Ela afirma que as pessoas devem assumir o protagonismo da mudança que sonham ver nas suas vidas e na sociedade. A jovem lidera projetos sociais em BH, que visam gerar oportunidades de negócios para empreendedores sociais e defende a educação empreendedora em várias frentes.
O segundo palestrante foi Lásaro do Carmo Junior. Ele ficou conhecido como “garoto de ouro” de Silvio Santos por elevar em cinco anos, o faturamento da empresa de cosméticos Jequiti, de R$21 milhões para R$520 milhões. Com o olhar atento às oportunidades do cenário socioeconômico nacional e internacional, ele se arriscou em outros negócios, deixou o grupo Silvio Santos e continua empreendendo. Na sua fala, destacou que erros, acertos riscos, sucesso e inovação estão na mesma linha. Essa visão fez dele, aos 48 anos, referência nacional em gestão.
Fechando o evento, o célebre Geraldo Rufino contou sua história surpreendente. Ele iniciou seu trabalho como catador de latinhas, foi office boy, pipoqueiro e fundou nos anos de 1980 a JR Diesel, maior empresa de reciclagem de peças de caminhões do Brasil e da América Latina. Aos 58 anos, tem patrimônio de R$50 milhões e, como ele mesmo se define, é “empreendedor, visionário, trabalhador incansável e otimista incorrigível”. Rufino falou de como transformar a vida pessoal e os negócios, sem perder a esperança, buscando o otimismo como inspiração e mantendo vivos os sonhos.
Os três deixaram suas mensagens às mais de 300 pessoas, entre empresários, jovens empreendedores, funcionários e servidores públicos presentes ao auditório do Centro Educacional. Pelo brilho nos olhos que percebi em muitos, a maioria que ali estava buscava algo diferente para suas vidas. Nas três falas dos palestrantes ilustres, o que se destacou foi a força do poder de transformação dos propósitos que cada um de nós possui. Afinal, somos os únicos responsáveis pela realidade na qual estamos inseridos. Por isso, não há ninguém, a não ser nós mesmos, capaz de mudanças nesse cenário.
O que observei naquela noite é que há muita gente interessada, entre as quais eu me incluo, em assumir o protagonismo das vidas e desejando mudanças. São empreendedores, líderes, profissionais e talentos que não querem continuar vivendo a realidade atual e procuram construir o lugar aonde querem estar nos próximos anos. Esse é o ponto de mutação. Não dá para inventar o futuro repetindo as mesmas ações do passado. Não se ganha dinheiro novo com ações velhas. E, além do mais, não dá para viver sem um propósito de vida. O que só você pode fazer por você hoje?

() Erivelton Braz é editor do A Notícia e fundador da Rotha Assessoria em Comunicação

LEIA TAMBÉM
 
Publicidade
Publicidade
31 3851-1791
Av. Rodrigues Alves, nº 78, República
João Monlevade/MG
NOTÍCIAS
OPINIÃO
OPINIÃO
SOCIAIS