Você está em Opinião / COXIA /
Coxia
1 de dezembro de 2017
Coxia edição 2357
Atrito I

A retirada de um anteprojeto da pauta da reunião da última quarta-feira (29) na Câmara de João Monlevade, irritou profundamente um de seu autores, o vereador Leles Pontes (PRB), que fez um desabafo e protestou com um minuto de silêncio em sua fala na tribuna. O clima não ficou nada bom entre ele e o presidente da casa, Djalma Bastos (PSD), que chamou para si a responsabilidade da retirada do anteprojeto.

Atrito II

Para apimentar a situação, nos bastidores do Legislativo chegou a informação de que o anteprojeto foi retirado a “mando” da prefeita Simone Carvalho (PSDB), o que provocou atritos em sua própria base. São os meandros da política, que muitas vezes não chegam à tona.

Sem corar

Mais uma vez, a prefeita Simone Carvalho exaltou o asfal-tamento da rua Tapajós, entre outras do bairro Centro Industrial, como um feito exclusivo de seu governo, inclusive, postando fotos de visita ao local, em sua página no facebook. Novamente, ela se “esqueceu” de citar quem conseguiu os recursos para a obra: o deputado estadual Nozinho (PDT). Memória curta?


Desabafo

Na última quarta-feira, o vereador Toninho Eletricista (PHS) fez duras críticas ao governo estadual pela burocracia e dificuldades em repassar medicamentos para pacientes transplantados. O parlamentar, inclusive, fala com conhecimento de causa e “sofrimento na própria pele”, pois possui parente próximo que vive esse drama. O problema é sério e sua fala foi amplamente apoiada no plenário.

Chave da cidade

O vereador Pastor Carlinhos (PMDB), indignado com as dificuldades encontradas ao tentar resolver pendências no município através da Prefeitura, que, segundo ele, nega os atendimentos alegando que o Ministério Público (MP) irá questionar as iniciativas, sugeriu, na tribuna do Legislativo, que se entregue a cidade para o órgão da justiça. “Fecha a cidade e entrega para o Ministério Público”, disse. É a “metralhadora” fechando o ano com chave de ouro.

Cassações

Afastamento do prefeito de Dionísio confirmado e presidente da Câmara assumindo hoje (1º) o governo do município. Prefeito afastado em abril e novas eleições em Antônio Dias no domingo (3) esquentam a política da região e acendem os temores de outros chefes do executivo, como os de João Monlevade e Itabira. Quem viver, verá...


Ficha Limpa

O vereador Sinval Jacinto Dias (PSDB) utilizou a tribuna da Câmara na última quarta-feira para criticar deputados do Partido dos Trabalhadores (PT) que, segundo ele, defendem o fim da lei da ficha limpa, para garantir a candidatura do ex-presidente Lula. Até aí, tudo bem. Sinval só se esqueceu de um detalhe: o único político da história da cidade, condenado pela referida lei, é justamente o ex-prefeito que ele tanto defende e que está inelegível em virtude de processos na justiça.

LEIA TAMBÉM
 
Publicidade
Publicidade
31 3851-1791
Av. Rodrigues Alves, nº 78, República
João Monlevade/MG
NOTÍCIAS
OPINIÃO
OPINIÃO
SOCIAIS