Você está em Opinião / COXIA /
Coxia
24 de novembro de 2017
Coxia edição 2355
Cfem 3,5%

A fixação da Cfem do Minério de Ferro em 3,5%, conforme aprovação na Câmara Federal nesta semana, muda o cenário econômico da região, aumentando muito o repasse aos caixas dos municípios. Mesmo assim, a porcentagem está longe da ideal. Pressões das mineradoras, de lobistas e até de políticos donos de minas barraram a alíquota de 4%, defendida por muitos políticos. Melhora porque 2% sobre o valor líquido do minério, como era, trata-se de uma vergonha, se pensarmos que, na Austrália, o valor é de 10% sobre o valor bruto...

Cachoeira

O Velório Municipal, reformado recentemente ao custo de quase R$200 mil, está coberto de lona porque as capelas foram inundadas após as chuvas na tarde de terça-feira. Tudo bem que choveu muito. Mas antes da reforma, não havia um aguaceiro dentro das capelas, constrangendo a todos os que velam seus entes queridos. Vergonha. Segundo vereadores, a culpa é da empresa que venceu a licitação e não tinha condições de fazer o serviço. Obras públcas merecem zelo e atenção redobrados.

Rua 2

O Settran anunciou em agosto, mão única na Rua Dois, no Loanda, e, até agora, nada. Leitora que mora na região também cobrou o assunto, que está nesta edição. Segundo o órgão de trênsito, faltam intervenções no local para a mudança e que essas serão feitas em breve. Seria ótimo um planejamento antes de anunciar melhorias que dão esperanças à população. Estamos de olho porque promessa é dívida


Atentos

Com o aumento das chuvas nesta semana, a Defesa Civil da Prefeitura informa que monitora diversos pontos da cidade. Por enquanto, não há registros de incidentes, apesar de quase uma semana de chuva ininterrupta. Porém, os vereadores Tonhão (PPS) e Pastor Carlinhos (PMDB) teceram duras críticas ao órgão e à Secretaria de Serviços Urbanos, que não prepararam a cidade antes do período chuvoso. Carlinhos ainda criticou o chefe da Defesa Civil, pedindo a cabeça dele, por não fazer bem o seu papel.

Candidatos

Ainda longe de 2020, Railton (PDT) e Laércio (PT), derrotados nas últimas eleições, não negam o desejo de repetir a dobradinha nas próximas eleições. Os dois médicos perderam por uma diferença de 126 votos e, segundo fontes, a derrota não os enfraqueceu,. Pelo contrário, deu ânimo para o trabalho na política.

Fabrício

O vice-prefeito Fabrício Lopes (PMDB) teve um papel importante para a vitória de Simone Carvalho, mas não tem sido aproveitado como poderia. Sua experiência como vereador e secretário poderia ser um braço forte da administração, no trato com os vereadores e também nas secretarias de Obras e Serviços Urbanos, que ele conhece bem. Geladeira política ou falta de interesse em fortalecer o governo?
LEIA TAMBÉM
 
Publicidade
Publicidade
31 3851-1791
Av. Rodrigues Alves, nº 78, República
João Monlevade/MG
NOTÍCIAS
OPINIÃO
OPINIÃO
SOCIAIS