Você está em Opinião / EDITORIAL /
Editorial
24 de novembro de 2017
Disputa de perdedores
Faltando cerca de um ano para a eleição da mesa diretora da Câmara Municipal de João Monlevade, especulações de quem deverá assumir a presidência, neste momento, são uma falta de respeito ao atual presidente, vereador Djalma Bastos (PSD) e a seus pares. Afinal, falta muito tempo para a escolha de quem comandará o Legislativo entre 2019 e 2020 e muita coisa ainda pode acontecer até lá. A medida só enfraquece a boa política que pode ser feita, quando há o desejo inconteste de trabalhar em prol da população. A disputa do poder pelo poder é uma disputa de perdedores e que semeia o ódio entre os que deveriam estar mais próximos.
E o ideal mesmo era que os vereadores se unissem e somassem forças pela coletividade. Chega de críticas pobres e sem ganhos reais para a população. Os debates devem visar o monlevadense. Até por que, a Câmara Municipal é a casa do povo. Mas picuinhas e intrigas contribuem para tirar a população de lá. Basta ouvir o povo sobre o que ele pensa a respeito.
Por outro lado, percebe-se o esforço da presidência em elevar o nível da casa: melhorias e ampliação no setor de identificação são anunciadas, esforços em projetos de educação ambiental, envolvendo estudantes, constantes reuniões com secretários e agentes políticos da cidade, fora toda a condição e estrutura para os vereadores fazerem um bom trabalho. Bons motivos não faltam, a quem foi eleito pelo povo, de pensar mais nele.
LEIA TAMBÉM
 
Publicidade
Publicidade
31 3851-1791
Av. Rodrigues Alves, nº 78, República
João Monlevade/MG
NOTÍCIAS
OPINIÃO
OPINIÃO
SOCIAIS