Você está em Opinião / EDITORIAL /
Editorial
17 de novembro de 2017
Imparcialidade necessária
O funcionário do A Notícia e presidente do partido Rede Sustentabilidade em João Monlevade, Luiz Ernesto de Oliveira Guimarães, escreveu uma coluna publicada pelo A Notícia em sua última edição, na qual criticou alguns vereadores de João Monlevade, a partir da postura deles em relação à ideologia de gênero. O texto causou grande repercussão e revolta da maioria dos parlamentares que votaram e aprovaram uma inédita “Moção de Repúdio” a um membro da imprensa de João Monlevade. O texto foi publicado em espaço assinado pelo autor e, como ocorre na maioria dos jornais do Brasil e do Mundo, o A Notícia não necessariamente compactua com opiniões em artigos assinados em suas páginas. Isso faz parte do jornalismo impresso.
Por outro lado, o jornal nessa edição, abre amplo espaço para os vereadores que se manifestaram contra o texto do jornalista e presidente do partido político. Isso, porque o A Notícia sempre foi aberto ao debate e nunca deixou de ouvir o contraditório. Ainda mais, quando o caso ganha tamanha repercussão pública. Para o jornal, o assunto é página virada.
É necessário ser imparcial para promover jornalismo sério e de qualidade. E é esse o compromisso firmado pelo jornal, desde a sua primeira edição e mantido até hoje, nos seus 33 anos de história. A imparcialidade é fundamental para garantir a credibilidade, tão cara a quem trabalha com informações e tem compromisso único e exclusivo com o leitor.
LEIA TAMBÉM
 
Publicidade
Publicidade
31 3851-1791
Av. Rodrigues Alves, nº 78, República
João Monlevade/MG
NOTÍCIAS
OPINIÃO
OPINIÃO
SOCIAIS