Você está em Opinião / EDITORIAL /
Editorial
27 de outubro de 2017
Os servidores e a máquina
A Prefeitura de João Monlevade tem, hoje, cerca de 2.500 servidores em seu quadro funcional, que consomem mais de R$7 milhões por mês em pagamento de encargos e salários. É muita gente e muito dinheiro investido com pessoal. Sabe-se que o servidor público é fundamental para o bom funcionamento de qualquer instituição governamental. Não é o caso aqui, de julgar a qualidade dos trabalhos deles. Mas fica uma reflexão: Não é hora de repensar a quantidade de servidores da administração pública?
O mesmo vale para o Governo Federal, que emprega 634.904 pessoas, com uma despesa total de R$ 7,9 bilhões. O secretário de Gestão de Pessoas do Ministério do Planejamento, Augusto Chiba, afirmou que o número de carreiras e cargos poderia ser reduzido a um décimo do atual. Ou seja, é possível manter a máquina em funcionamento com bem menos gente. Aqui, em Monlevade e região, secretários de planejamento e prefeitos deveriam sentar e pensar a respeito.
Quedas de receitas constantes obrigam as administrações municipais a cortarem outras despesas e investimentos. Muitos desses, em prol do desenvolvimento e de ações benéficas para a população. No entanto, elas não saem do papel por falta de recursos. Grande parte desses, comprometido com o pagamento do funcionalismo. Hoje, celebra-se em todo o país, o Dia do Servidor. Em Monlevade, eles recebem o pagamento hoje e só voltam a trabalhar na próxima segunda. Além disso, após muitos anos, vai ter festa para celebrar a data, com almoço, chope e churrasco. Parabéns a todos os verdadeiramente comprometidos com a causa pública.

LEIA TAMBÉM
 
Publicidade
Publicidade
31 3851-1791
Av. Rodrigues Alves, nº 78, República
João Monlevade/MG
NOTÍCIAS
OPINIÃO
OPINIÃO
SOCIAIS