Você está em Opinião / PONTO E VÍRGULA /
Ponto e Vírgula
4 de agosto de 2017
Tanto amor envolvido
Maria Helena Campos Cruz – Interina

Fernanda,

Amamos tanto a vida que, em cada momento que ela exista, é muito importante para todos nós. Há de se imaginar que como dizia meu pai, a concepção da vida nos torna tão próximos de Deus, tão filhos do Altíssimo, na sua grandiosidade Nós traçamos nossos planos e pedimos a proteção de Deus, a sua Benção, aguardamos assim as maravilhas do dia a dia, os milagres, que acontecem a cada instante.
A sua filha Luna veio abençoar e concretizar a sua união com Djalma. Era tudo o que ela tinha como missão, imaginamos vê-la correndo para seus braços, sugando seu seio, beijando sua face, montando nos ombros de Djalma, os fazendo sorrir com suas alegrias e chorar com sua dores de barriga, que sabemos nós de nossos dias, nossas horas, nossos instantes?
Luna é um marco de espera, de surpresa, de união da família, dos irmãos, dos amigos, doce e suave como uma brisa leve que já deixa tanta saudade. A barriga onde ela ficou uma etapa quase completa, a metamorfose que causou em seu corpo, em sua vida, revolucionou seus projetos, a fez mais sensível, mais humana, mais feliz. Depois de “causar” tanto, se despede como veio, como um relâmpago iluminando tudo e volta como um cometa , deixando um belo rastro atrás de si, só de coisas boas, promessas, tantas promessas e a certeza que fica é de que ela existe, nos sonhos que povoou, nas expectativas que criou, nas doces, eternas, serenas lembranças tão suaves que as faz uma estrela, não pequena , quem sabe a Estrela da Manhã, pois, é certo que ela esteja junto da Mãe Maria que a colheu em seus braços e a envolveu em seu manto azul e  apresentou a seu filho Jesus, dizendo: Jesus esta é a Luna da amada Fernandinha e do Djalma, aquele seu amigo, vamos cuidar dela para eles?, então Jesus destaca um anjo poderoso e forte para guardá-la e protegê-la até vocês se encontrarem de novo. Eu creio, e você?
Acredito em um Deus tão amoroso que deu seu filho para nos salvar. Creio que a dor que passamos tem sempre um para que. Que a esperança nos move e direciona nossa vontade. Que um dia é para ser vivido um de cada vez na esperança da salvação eterna. Há dias curtos e dias enormes que não passam nunca, mas que devemos aproveitar cada dia da melhor forma possível.
Chorar, sorrir quando temos vontade, mas sempre lembrar que temos uma mãe Santíssima e um Deus Todo Poderoso que nos mantém nas maiores adversidades. Deus os abençoe e o Divino Espírito de Deus os console
Aqui estamos de braços abertos. Sejam fortes como o momento exige e frágeis quando a força os deixar. Contem com os amigos e parentes eles existem para essas horas.
_____________________________________________________

Maria Helena Campos Cruz escreveu esse texto em solidariedade à secretária de Meio Ambiente, Fernanda Ávila e ao presidente da Câmara, Djalma Bastos, que perderam um bebê, dias antes do nascimento.

Maria Helena campos cruz é presidente do Lions João Monlevade Centro
LEIA TAMBÉM
 
Publicidade
Publicidade
31 3851-1791
Av. Rodrigues Alves, nº 78, República
João Monlevade/MG
NOTÍCIAS
OPINIÃO
OPINIÃO
SOCIAIS