Você está em Opinião / ESPAÇO LIVRE /
Espaço Livre
16 de junho de 2017
OLHARES: A base sentimental da vida
() EDUARDA LUIZA

Vocês já perceberam como confiança é algo necessário e difícil de se ter? Seguindo a linha de pensamento que tive nos outros textos, para tudo na nossa vida precisamos criar e sentir confiança. Seja no motorista de um ônibus, em um médico, parente ou em um amigo. Qualquer pessoa que esteja em nossa vida precisa demonstrar que pode nos trazer confiança. O que seriam das nossas escolas se nossos pais não tivessem confiança naquele local? Mas porque é tão difícil ter confiança nas pessoas?
Como já dito várias vezes por aqui, vivemos numa sociedade de maioria egoísta, por isso uma palavra como confiança assusta tanto, afinal, ela causa dores para aqueles que não sabem cultivar amor e até mesmo amizade. Para termos uma noção da importância da confiança, preciso falar sobre nossa atual situação política. Se houvesse uma confiança no atual presidente e na sua forma de integração ao cargo, não haveria tantas brigas e manifestações acerca de suas posições. Outro exemplo são os relacionamentos amorosos, já que estamos na semana dos namorados. Como alguém pode confiar no outro, se ele já te decepcionou várias e várias vezes?
Criar um laço de confiança é extremamente difícil, porque as pessoas tendem a serem mais fechadas e reservadas, com medo, principalmente, de se machucarem. Mas quando a confiança é estabelecida, ficamos até mesmo cegos de carinho. Por que, então, alguém quebraria essa confiança? Muitas vezes por estamos tão cegos, entramos no modo de acomodados. A situação, a amizade e o relacionamento estão tão tranquilos, normais e estáveis, que muitas vezes as pessoas não veem que elas estão cansadas ou elas não percebem o que estão fazendo, e aí, sem querer -ou não-, elas fazem algo que faz trair a confiança do outro. E isso faz com que tenhamos dificuldade em confiar nas pessoas ao nosso redor, até mesmo as que já confiamos. Uma traição de sentimentos faz com que bloqueemos nossos sentimentos, de modo que fica cada vez mais difícil confiar.
Acredito que todo mundo já tenha tido a confiança traída alguma vez na vida e todo mundo sabe como é a dor de acreditar em alguém até que não exista mais esse sentimento. O sentimento de traição e de dor é nítido. Mas a gente não pode deixar isso abalar, acabar ou magoar, estamos na semana dos namorados, então não adianta não falar de sentimentos, temos que aceitar que ninguém é perfeito e fazer com que isso nos cresça. Não podemos ignorar as pessoas que quebraram nossa confiança, mas podemos usar isso para crescer e aprender, seja no âmbito pessoal ou não. Devemos extrair ao máximo e aprender que confiança demora a ser criada, mas rapidamente ela se quebra.

() EDUARDA LUIZA é monlevadense, tem 17 anos e é escritora
LEIA TAMBÉM
 
Publicidade
Publicidade
31 3851-1791
Av. Rodrigues Alves, nº 78, República
João Monlevade/MG
NOTÍCIAS
OPINIÃO
OPINIÃO
SOCIAIS