Você está em Opinião / PONTO E VÍRGULA /
Ponto e Vírgula
19 de maio de 2017
Manifesto de um Brasil novo
Erivelton Braz

Chega desta política rasteira e suja, que não atende aos princípios republicanos da nação brasileira. Chega dessa história de empreiteiros e donos de frigoríficos pagarem eleições com propinas, em troca de seus interesses. Chega de político na cadeia recebendo mesada e presidente da República comprando silêncio. O Brasil está sem governo e precisa de novo rumo.
Chega da sujeira para todos os lados que, desde sempre, macula o país, esta terra grandiosa. Chega dos políticos de estimação, da patrulha de insensatos que não quer ver o que há por trás dos nomes que defendem a ferro e fogo. Chega das negociatas, maracutaias e tenebrosas transações que sugam o dinheiro do povo e o deixa á mingua.
Chega de mortos nas estradas sem duplicação, de hospitais quebrados por um sistema de saúde deficitário, falido e no CTI. Chega da falta de escolas de qualidade, de creches para as mães deixarem os filhos. Chega da falta de oportunidades.
Chega dos laranjas que assumem negócios escusos em todas as esferas do poder. Chega da política do mal que não tem nada a ver com o bem comum. Política com “p” pequeno, que combina com mudo da palavra corrupto. Chega do jogo de interesses, do tráfico de influências e dinheiro despachado em malas, caixas de sapatos, mochilas ou pochetes, durante encontros nada honestos.
Chega do quadro de instabilidade e da consequente falta de certeza do que irá acontecer nos próximos capítulos. Chega logo 6 de junho Quando o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) vai julgar a chapa Dilma/Temer e pode tirar o presidente em exercício do poder. O presidente grampeado, delatado e encurralado. Que tenhamos eleições diretas. Com o povo votando, como deve ser. Afinal, quem confia no Congresso para escolher o próximo presidente da República? Ele não pode escolher com voto secreto, comprado e que atenderá aos interesses dos próprios senadores e deputados federais. Muitos, diga-se de passagem, envolvidos em esquemas antigos de propina.
Chega desse Brasil pesado de tanta podridão. Chega desse Brasil poluído, manchado e ferido e que precisa levantar, sacudir a sujeira toda e dar a volta por cima. De uma vez por todas. O Brasil é maior que qualquer crise. O Brasil é maior que o buraco cavado por aqueles que não o amam. O Brasil é brasileiro

Erivelton Braz é editor do A Notícia
LEIA TAMBÉM
 
Publicidade
31 3851-1791
Av. Rodrigues Alves, nº 78, República
João Monlevade/MG
NOTÍCIAS
OPINIÃO
OPINIÃO
SOCIAIS