Você está em Opinião / PONTO E VÍRGULA /
Ponto e Vírgula
20 de abril de 2017
Precisamos pensar mais regionalmente
ERIVELTON BRAZ

A região do Médio Piracicaba é uma potência do estado de Minas Gerais. Formada por 17 cidades cortadas pela bacia do rio Piracicaba, a região é responsável por significativa parte do Produto Interno Bruto (PIB) de Minas Gerais. Graças à sua localização estratégica, próximo de Belo Horizonte, do Vale do Aço e no caminho de Vitória, no Espírito Santo, a região tem tudo para se tornar uma referência em desenvolvimento econômico.
A economia regional é diversificada, com grandes potências nos segmentos da siderurgia, mineração, agronegócio, cosméticos, alimentos, turismo, universidades, comércio, entre outros, temos tudo para superar qualquer crise. O Médio Piracicaba é uma região rica e deveria ser bem mais desenvolvida.
O problema esbarra na vontade política e desejo de avançar. Não basta querer mudar, é preciso ações para que isso aconteça. E isso também passa pelas mãos de nossas lideranças políticas. Elas precisam de um olhar mais moderno, arrojado, com visão de futuro e desejo de agregar valores fundamentais para que a região cresça ainda mais e encontre o seu lugar ao sol.
A Associação dos Municípios da Microrregião do Médio Rio Piracicaba (Amepi) é um dos caminhos para esse despertar para o futuro. Mais que a Amepi, talvez o Consórcio Multissetorial Intermunicipal do Médio Piracicaba (Consmepi) seja o viés mais adequado. Isso porque é o consórcio que é multissetorial e pode englobar diversos segmentos.
O primeira passo para colocar a região no eixo é a implantação do Serviço de Inspeção Municipal (SIM), que vai atestar a qualidade dos produtos de origem animal fabricados na região. O Médio Piracicaba pode ter, por que não, uma cooperativa regional, com uma marca única de produtos diversos: linguiças, doces, laticínios, entre outros. O Médio Piracicaba pode ter um matadouro regional, com localização estratégica para abate de animais dentro da legislação sanitária. O Médio Piracicaba pode ter um universidade regional, com cursos voltados para o empreendedorismo, desenvolvimento agrário, mineração, entre outros, para formar mão de obra a partir das demandas que temos. O Médio Piracicaba pode ter um deputado federal, já que temos dois estaduais. Precisamos de mais representatividade política para conquistar o desenvolvimento que queremos e merecemos. Afinal, por que não?
Na verdade, a região é próspera e pode se tornar uma das mais fortes do estado de Minas. Basta que comecemos a pensar mais regionalmente, colocando nossos interesses e necessidades em comum, em primeiro lugar.

ERIVELTON BRAZ é editor do A Notícia
LEIA TAMBÉM
 
Publicidade
Publicidade
31 3851-1791
Av. Rodrigues Alves, nº 78, República
João Monlevade/MG
NOTÍCIAS
OPINIÃO
OPINIÃO
SOCIAIS