Você está em Opinião / ESPAÇO LIVRE /
Espaço Livre
10 de março de 2017
OLHARES: Amor a si mesmo
Eduarda luiza

O texto de hoje é muito mais simples e ao mesmo tempo bem menos complicado. É sobre algo que acontece todos os dias, mesmo que estejamos cegos para observar. É simplicidade, é sobre você e é sobre amor próprio. Já reparou como se amar é tão fácil? Você precisa, primeiro, confiar em você mesmo, seja em atividade intra ou interpessoal segundo, você precisa se conhecer, ninguém se ama se não souber quais seus limites e suas tendências pessoais. Terceiro, não reclamar sobre quem você é, para que você vai reclamar de si mesmo? Quarto, você precisa ignorar o que a o padrão estético impõe e precisa seguir o que te faz confortável e por último, você precisa ser honesto consigo mesmo, sobre o que gosta e sobre quem é.
Mas se são tão poucos passos, por qual motivo ainda somos assombrados pela baixa autoestima? Por qual motivo 12% dos jovens, entre 12 a 18 anos e 21% dos jovens de 25 anos sofrem depressão? Queria eu saber o motivo, afinal, se amar deveria ser prioridade número um nas nossas vidas, mas infelizmente não é. A beleza é um dos principais critérios em nossas vidas e redes sociais, estamos em constante conexão, de forma que toda tendência chega às nossas mãos mais rápido que tudo, assim, estamos sempre seguindo tendências, modas, estilos, gostos que muitas vezes não são nossos. É claro, a culpa da depressão e da baixa auto estima não tem nada a ver com o fato de você estar na moda ou coisa do tipo, mas tem a ver com nunca se achar auto suficiente, com nunca acreditar em si mesmo e achar sempre que a opinião alheia vale mais do que a sua.
É engraçado, estamos sempre reclamando da sociedade, que ela não evolui, que ela não cresce, que ela tem os mesmos erros que tinha na época dos nosso avós, mas a gente não tenta mudar. Se amar deve ser prioridade número um em nossas vidas, de forma que estejamos sempre em primeiro lugar, não podemos deixar as pessoas nos definirem, muito menos nos taxarem ou julgarem. A vida é muito mais do que isso e para falar a verdade, a vida é muito mais prazerosa quando nos colocamos em no pódio.
Talvez eu tenho fugido um pouco do que eu queria falar, meu foco era tentar ajudar você a enxergar, dentro de si, o que há de melhor e fazê-lo ver que você só é melhor por ser você mesmo. Então, eu só queria deixar o seguinte registro aqui: nunca duvide de quem você é, ou do que é capaz, acredite sempre em si mesmo, estabelecer metas na vida para se tornar uma pessoa melhor é sempre essencial, e querer mudar para ser melhor, é necessário. Nunca, nunca deixe, que falem que você não vale nada. Pois você vale e você vale muito.

EDUARDA LUIZA é estudante e escritora
LEIA TAMBÉM
 
Publicidade
31 3851-1791
Av. Rodrigues Alves, nº 78, República
João Monlevade/MG
NOTÍCIAS
OPINIÃO
OPINIÃO
SOCIAIS