Você está em Opinião / COXIA /
Coxia
24 de fevereiro de 2017
Coxia 2277
UFC

Pelas posturas na última reunião, os vereadores Tonhão (PPS) e Guilherme Nasser (PSDB) prometem briga boa na Câmara. De um lado, o ferrenho crítico do transporte público. De outro, o tucano governista... A parada será dura: já viram o “tamanhão” dos dois?

Margarida

Mais uma vez, funcionários do Hospital Margarida reclamam da direção da casa de saúde em relação ao Acordo Coletivo e alegam que estão há três anos sem reajuste salarial. Segundo a classe, há funcionários que recebem menos de um salário mínimo. Ainda de acordo com os funcionários, a direção orienta a procurar o sindicato, o sindicato diz que a questão está na Justiça do Trabalho e essa, por sua vez, diz não ter nenhum processo sobre o assunto. Pelo jeito, lá vem mais polêmica.

Sem convite

O vereador Belmar Diniz (PT) fez duras críticas ao provedor do Hospital Margarida, José Roberto Fernandes, pelo fato da Comissão de Saúde da Câmara e do Conselho Municipal de Saúde não terem sido convidados para inaugurações de alas e de melhorias no hospital, ocorrido na última sexta-feira (17). De acordo com o parlamentar, foi um ato inexplicável, vergonhoso e indelicado por parte do gestor. Ele ainda criticou que apenas o “grupo” do provedor foi convidado. Mais uma para a conta do hospital.

Acordo

Em outro Acordo Coletivo, o da ArcelorMittal Monlevade, a novela continua e empresa e sindicato ainda não fecharam as negociações. A siderúrgica ofereceu reajuste de 4,5%, mas o Sindicato dos Metalúrgicos reivindica 9,15%, afirmando que a contraproposta da empresa está bem abaixo da inflação registrada nos últimos 12 meses. Também na siderúrgica, acordo é o que parece estar mais longe.

Sindicato

E por falar em Sindicato dos Metalúrgicos (Sindmon-Metal), na semana que vem, mais precisamente nos dias 2 e 3 de março, acontecem as eleições para a diretoria da entidade para a gestão 2017-2020. Porém, novidade mesmo, nenhuma, pois o pleito terá a participação de uma única chapa, que é composta pela direção atual. Tudo como dantes no quartel de Abrantes, como costumam dizer.

Bingo

A maioria das pessoas que comprou cartelas do bingo beneficente em prol do Hospital Margarida, cancelado pela justiça em João Monlevade, ainda estão a ver navios. Nada de devolução do dinheiro das cartelas. E olha que tem muita gente que comprou até três ou quatro cartelas, ou seja, por enquanto, prejuízo de R$150,00 a R$200,00. Em tempos de crise, um valor considerável.

Arame

Um leitor do A Notícia, que preferiu não se identificar, entrou em contato com a redação do jornal essa semana reclamando de cercamentos feitos pela ArcelorMittal em determinadas áreas em João Monlevade. De acordo com o leitor, a empresa tem cercado suas áreas com arame farpado, o que pode causar ferimentos e oferecer risco à população. Para ele, o mais adequado seria a utilização de arame liso. Fica a dica do leitor.
LEIA TAMBÉM
 
Publicidade
Publicidade
31 3851-1791
Av. Rodrigues Alves, nº 78, República
João Monlevade/MG
NOTÍCIAS
OPINIÃO
OPINIÃO
SOCIAIS