Desde 1984
Editorial
10 de janeiro de 2020
A vida acha um jeito
O mesmo dia em que denúncias graves vieram à tona, sobre a venda de abortivos no Posto Médico do bairro Novo Cruzeiro, uma mulher deu a luz a uma criança no local. A vida tem dessas coisas e, apesar do imponderável, coincidências não existem, dizem alguns. O nascimento da criança, auxiliada por uma médica e equipe de enfermeiros que trabalham no local, mostram que a vida sempre vence. É o que dizem: “a vida sempre acha um jeito”.
Claro que as denúncias nada tem a ver com o nascimento da criança. A mãe passava de ônibus perto do local, sentiu-se mal e entrou em trabalho de parto. Graças à competência e a disponibilidade da equipe da UBS, a criança nasceu e passa bem. São ações como essa que nos acendem as esperanças neste ano que começa. A dicotomia entre a denúncia de venda de abortivos, que tira o direito de nascer de um ser humano e a chegada ao mundo de outro ser humano nos mostra que é preciso acreditar em tempos melhores.
Todas as denúncias merecem ser apuradas e sem qualquer julgamento prévio é preciso que os responsáveis expliquem. É o mínimo do que se espera de uma gestão pública municipal. E parabéns à equipe do Posto Médico, que fez o parto, e à equipe do Sevor, que levou a mãe e a criança ao hospital, sempre pronta para ajudar a quem precisa.