Desde 1984
Erivelton Braz
9 de agosto de 2019
Os homens que não amam as mulheres
Os homens que não amam as mulheres até fingem bem. No início dos relacionamentos, são envolventes, parecem interessantes, dizem palavras doces. Fazem planos de vida a dois. Mas é fake. Fachada. Mentira. Uma ilusão que leva as mulheres a um caminho sem volta. Esses caras, podem até parecer bons partidos. Costumam ser boas praças, sempre com uma piada na manga e riso fácil. Mas não se engane. Ele não ama as mulheres e faz tipo para parecer que é um cara legal.
Mas é fácil perceber que a máscara do bom sujeito, cidadão de bem, desfaz-se nos detalhes. Esse cara, geralmente, recrimina a saia curta, a maquiagem, o cabelo cortado da namorada. Não gosta que ela seja vista, que tenha brilho. Com jeitinho de cão caído da mudança, ele diz que todos vão olhar para ela e que a quer só para ele e que só queria elogiar. O tipo de homem que não ama as mulheres tem medo do sucesso dela. Se ela é promovida e tem destaque no trabalho, logo diz que o chefe está dando em cima dela. Vai dizer que ela é bem inteligente por ser mulher, sempre para elogiar é claro. Se a mulher, então, passa a ganhar mais que ele, é capaz até de exigir que ela peça demissão, que não está gostando nada disso e que tem algo de errado.
Esse cara costuma dizer que mulher no volante é perigo constante e diz, sem pudor, que a única coisa que mulher sabe pilotar bem é o fogão. Diz que quem gosta de homem é gay porque mulher só gosta mesmo de dinheiro. E, para arrematar seus comentários, diz que, na verdade, toda mulher gosta de um bom cafajeste. No meio dos amigos, afirma para todos ouvirem que mulher que vai para cama no primeiro encontro não serve para casar. Se lê notícia de estupro, diz que a mulher pediu porque usa roupa provocante. Quando uma mulher é assassinada pelo companheiro, diz que ela deve ter feito algo bem grave...
Se, você, leitora, ouvir frases do tipo, se perceber qualquer sinal desses elementos, você está diante de um homem que não ama as mulheres. É melhor dar o fora, antes que ele se torne abusivo e evolua para agressões e até para o feminicídio. Homens que não amam as mulheres até tentam disfarçar as evidências, mas acabam mostrando seu lado opressor, com gestos, posturas e frases que brotam de sua boca.
Nessa semana, foram celebrados 13 anos da Lei Maria da Penha, uma das defesas das mulheres contra casos abusivos. Mas é preciso muito mais para dar mais segurança às mulheres. O ministro da Justiça Sérgio Moro disse que os homens agridem as mulheres porque se sentem intimidados. Na verdade, os homens que violentam as mulheres são covardes. Não cabem eufemismos ou desculpas quando o tema é violência contra mulher. Denuncie qualquer caso pelo 180 ou Disque 100.

() Erivelton Braz é editor do A Notícia e fundador da Rotha Assessoria em Comunicação