Desde 1984
Editorial
12 de julho de 2019
Prova de fogo
O projeto "Novo Centro" é a maior prova de fogo da popularidade do governo Simone Carvalho (PSDB) até agora. Se por um lado a administração acredita que as inversões de sentido em ruas e ligação de avenidas vão melhorar o trânsito na região central, por outro, pedestres e motoristas lamentam e se revoltam com as mudanças.
É certo que toda alteração causa impactos no tráfego de qualquer cidade. Portanto, é necessário paciência enquanto as obras ainda estão sendo realizadas. Porém, o desafio é convencer de que os trabalhos são para tornar melhor a vida das pessoas. E essa é a questão: só o tempo dirá se as medidas foram acertadas ou não.
Um dos fatores que mais enfurecem os motoristas é a surpresa: sem aviso prévio, o sentido de ruas vitais à fluidez do trânsito é alterado. Isso aconteceu duas vezes em três dias nesta semana. Nem mesmo os órgãos de imprensa foram previamente informados. Falta comunicação entre o Settran e a população, o que amplia as críticas.
Por estar no terceiro ano de governo e com interesse em se reeleger, a prefeita arrisca muito o pescoço ao propor as mudanças no trânsito, sem discutir ou apresentá-las para a comunidade e, principalmente, sem um projeto claro, consistente e fruto de estudos com especialistas em trânsito. Vale lembrar ainda que a prefeita tem apenas 15% de aprovação popular, níveis muito baixos a essa altura do mandato.
Segundo o vereador Guilherme Nasser (PSDB), que é do mesmo partido da prefeita, passou da hora do governo profissionalizar as ações e não agir com precipitação no afã de cumprir promessas de campanha. Falar que voltar atrás em caso de erro pode ser tarde demais para quem espera ter futuro na política.