Desde 1984
PapoAberto
24 de maio de 2019
Dando um tempo
Eu e o jornal A Notícia vamos dar mais um "tempo" em nossa relação, assim mesmo, sem "DR" cansativa e discussão acalorada, recheada de crises de ciúme, desgaste ou falta de paixão. Afinal, isso não cabe em uma relação madura, de mais de 30 anos.
Isso mesmo, meu "namoro" com o A Notícia começou lá na década de 1980, motivado pela incentivo à leitura que sempre tive em casa e pelo fato do meu irmão (bem) mais velho, João Carlos, ser o primeiro editor do jornal, pouco após sua fundação, em 1984. De lá para cá, de leitor assíduo passei a personagem de uma pequena matéria sobre o Dia das Crianças, ainda nos anos 80, a colunista semanal fixo durante quase dez anos, através da coluna "Papo Aberto", além de autor de diversos textos publicados esporadicamente em outras colunas, somando mais de 500 artigos e vindo a atuar como repórter e subeditor nos últimos cinco anos. Sendo assim, não se termina uma relação como essa da noite para o dia, como se nada tivesse acontecido, dá-se um tempo, como diz a juventude, o que costuma ser salutar.
O fato é que minha atuação à frente da REDE Sustentabilidade em João Monlevade, iniciada com a fundação do partido na cidade há mais de dois anos e o recente anúncio de minha pré-candidatura a prefeito para as eleições de 2020 fizeram com que esse "tempo" chegasse antes do esperado e, em conversa amigável, franca e adulta, em nome da isonomia dos dois lados, tanto do veículo quanto do cidadão e jornalista, chegou-se à conclusão de que esse afastamento seria interessante. Lanço meu nome, escolhido de forma democrática dentro do partido, por achar que é o momento de tentar contribuir com a minha cidade de forma mais direta e consistente, com ações concretas, me sentindo preparado para tal e por achar que represento a tão necessária mudança que a cidade precisa. Como filho da terra, recebo a missão com orgulho e muita honra.
E reforço a questão do tempo porque tenho certeza que as portas do jornal estarão abertas para esse profissional, quando assim for conveniente e saudável para ambas as partes e com o devido respeito ao essencial nos dois personagens do "romance", que é o jornalismo. Enfim, essa boa relação, de idas e vindas, não acaba aqui. Sinto que ainda tenho a escrever por essas páginas, sejam colunas de opinião ou matérias jornalísticas. Afinal, a essência não morre, a do jornalista, citada acima. Talvez volte com mais assunto, mais experiência e, acredito e espero, com a vivência de um ex-prefeito. Boa sorte a todos nós e vida longa ao A Notícia

Nota da editoria

A Notícia entende e respeita a decisão do jornalista Luiz Ernesto, em colocar seu nome como pré-candidato a prefeito, e reitera votos de sucesso em sua caminhada. O jornal agradece aos quase seis anos em que o profissional integrou a editoria, sempre com olhar diferenciado, reportando de forma sensível e apurada, o cotidiano de João Monlevade e região, tanto em colunas de opinião, quanto em reportagens e matérias.

() Luiz Ernesto é jornalista e escritor