Desde 1984
PapoAberto
8 de fevereiro de 2019
É preciso falar sobre depressão
() Interino

A depressão vem sendo tratada como a doença do século 21. Atualmente, a OMS (2018) estima que existem 300 milhões de pessoas com essa doença no mundo. É muito importante entender que a depressão não é frescura, não é preguiça, não é simplesmente querer “chamar a atenção”. Ela é uma doença que tem a capacidade de paralisar, incapacitar e até mesmo bloquear a produtividade das pessoas. A depressão não escolhe gênero, raça, credo, valores, idade ou classe social. Ela pode atingir a todos, sem distinção.
A depressão causa grande sofrimento para quem a possui, pois alguns de seus sintomas apresentam como característica, a perda de interesse e de prazer em atividades que antes eram cotidianas e prazerosas. O que por sua vez traz o sentimento de "improdutividade", ocasionando diversos problemas em várias áreas da vida, como por exemplo, nos estudos, no trabalho, com isolamento social, dificuldades em lidar com questões familiares, entre outros. Em casos graves, a depressão pode levar a autoagressões e automutilações, ou até mesmo, ao suicídio.
O tratamento para a depressão é muito eficaz, sendo baseado, principalmente, na psicoterapia. Em alguns casos, é necessário o uso de medicamentos em conjunto com a técnica. Infelizmente, menos da metade das pessoas que são diagnosticadas com depressão buscam ajuda. Essa dificuldade em buscar tratamento pode ser ocasionada por medo, vergonha, preconceito, ou até mesmo, por falta de apoio de familiares e amigos.
É preciso estar atento a mudanças comportamentais dos filhos, amigos, parentes. Pois muitas vezes, as pessoas que possuem depressão não aceitam essa condição e só buscarão ajuda quando estiverem em extremo sofrimento. É muito importante deixar claro que a psicoterapia não é apenas para as pessoas que possuem diagnósticos como depressão ou outras doenças da saúde mental. Ela é muito importante para todas as pessoas que possuem angústias, medos, receios, ou mesmo aquelas que precisam apenas de uma escuta acolhedora para os diferentes problemas do dia-a-dia. Seja no trabalho, no relacionamento, na família, ou nos contextos sociais.
Também é importante saber que o profissional da Psicologia não oferecerá as respostas e nem mesmo as soluções para tais questões, mas ajudará seu cliente a encontrar suas próprias resoluções.

() JOÃO GABRIEL GRABE S. VALERIANO é monlevadense e Psicólogo Clínico. valeriano.jggs@gmail.com