Ponto e Vírgula
14 de dezembro de 2018

CP10 é dez

Coloquem amor em minhas palavras. Há momentos na vida em que é preciso dar um passo adiante, mesmo quando não querem seguir com você. Talvez essa seja uma das máximas que traduzem bem o espírito do Comitê Permanente de Desenvolvimento Econômico e Social (CP10). Criado com apoio total e irrestrito da Associação Comercial, Industrial e Prestação de Serviços (Acimon), após a Prefeitura de João Monlevade não ter embarcado em um projeto para pensar o futuro do município, o CP10 já nasceu mostrando a que veio: seguir em frente, pensando coletivamente o bem da cidade, sem qualquer partidarismo.
Embora político, o Comitê não defende a luta do poder típica do “nós contra eles”. A entidade é formada por 27 representantes de entidades, empresas e associações, para pensar qual é a cidade que queremos. O poder público é proibido de participar? Claro que não.
No entanto, o que chama a atenção é que o Comitê foi fundado a partir do desejo de novas perspectivas para João Monlevade. É um grande passo para a reconstrução de um município que nasceu grande, a partir da visão grandiosa de homens como Jean de Monlevade, Gaston Barbançon e Louis Ensch. Sem esses três personagens, não tenho a menor dúvida de que o atual município, um dos mais importantes do Médio Piracicaba, continuaria um arraial.
Tenho muito orgulho de fazer parte do CP10, como representante da imprensa e de integrar duas Câmaras Técnicas, que já trabalham, mesmo nesse fim de 2018. É pela coletividade que passa o futuro. E o CP10 nasceu dessa vontade de compartilhar ideias e desenvolver projetos a partir do desejo de mudança. Acredito que, dessa maneira, João Monlevade volte a sonhar com dias melhores. Com mais realizações e menos intenções. Com mais política progressista e menos, bem menos politicagem.
Em tempos duros, em que os municípios sofrem com o arrocho econômico, diante de um cenário de incertezas para as Prefeituras, a união de pessoas e entidades comprometidas, torna-se alternativa para o momento pavoroso na política. O CP10 congrega pessoas e entidades fortes para pensar globalmente, mas agindo localmente. Esse é o combustível para a Monlevade que queremos, uma cidade desenvolvida e também fortalecida.
Daqui há 17 dias, teremos um novo ano pela frente. É mais uma oportunidade de trabalhar para um município melhor e mais comprometido com o seu futuro. Afinal, que cidade você quer daqui há uma década? Não se esqueça de que ela começa a ser construída agora. Avante, CP10

() Erivelton Braz é editor do A Notícia e fundador da Rotha Assessoria em Comunicação