Editorial
19 de outubro de 2018

Bolsonaro e Haddad

O segundo turno das eleições presidenciais acontecem na próxima semana e o brasileiro terá que escolher entre Jair Bolsonaro (PSL) ou Fernando Haddad (PT). Uma questão é fato: quem ganhar, não vai conseguir tirar o país da crise em que nos encontramos tão rapidamente como precisamos. O Brasil vive uma eleição entre os extremos. A radicalização dos discursos de ambos os candidatos só eleva o debate para quem os defende. O eleitor, que precisa escolher entre um e outro, ainda tem dúvidas e o alto índice de rejeição dos dois presidenciáveis revela isso.
O Brasil é um país gigantesco e que não pode ser governado pelo ódio, nem pela corrupção. Esta na hora de voltar a ser grande, com menos desigualdade e mais direito ao cidadão. Com mais segurança e menos violência. Com mais escolas e creches para os filhos e menos desemprego para os pais. O Brasil precisa dar certo nos próximos quatro anos, seja quem for que suba a rampa do Planalto em 2019. Basta de atraso. Está na hora do país voltar a ser o Brasil que os brasileiros merecem. Para tanto, a escolha depende do voto de cada um de nós. É hora de votar consciente e de exercer o direito sagrado da democracia.