Ponto e Vírgula
17 de agosto de 2018

Sem cavalgada com Marília Mendonça

A Prefeitura de João Monlevade cancelou, pelo terceiro ano seguido, a realização da Cavalgada da cidade, tradicional e esperado evento. Dessa vez, a culpa recaiu sobre a dívida do governador Fernando Pimentel (PT) com o município. O Governo de Minas sequestrou R$15 milhões de João Monlevade, recursos referentes ao Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) e ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), que fazem falta e podem complicar os setores, inclusive, com suspenção de pagamentos aos profissionais. Quem disse isso foi a própria prefeita Simone Carvalho (PSDB).
A questão é que o calote do governo estadual não pode servir de justificativa, seja para falta de eventos, seja para a falta de materiais usados na saúde, seja para a falta de recursos diversos na administração e no cotidiano da cidade. Verdade seja dita: se a Prefeitura quisesse fazer a festa, tinha priorizado isso. Outras cidades menores da região e com menos receita que João Monlevade promoveram seus eventos neste ano, mesmo com os atrasos nos repasses do governo do estado. E o fato de nenhuma empresa ter se interessado em participar da licitação para organizar a festa também não é desculpa, porque os R$100 mil oferecidos para o certame são pífios para fazer um evento de grande porte, ainda mais com dois dias grátis. O próprio valor disponível soou como pretexto para ninguém se interessar.
O que veio a calhar para a administração é o show da cantora Marília Mendonça, que acontece hoje (17). Promovido por um produtor ligado ao governo municipal, a área do parque do Areão recebeu melhorias diversas recentemente. Fato criticado pelos vereadores Pastor Carlinhos (MDB) e Toninho Eletricista (PHS) na Câmara.
Não será surpresa encontrar na festa, candidatos a deputados apoiados pela administração e toda a militância deles. Além disso, o show de Marília Mendonça, cantora de sucesso inconteste no momento e repleta de hits que estão na boca do povo, vai fazer facilmente, os amantes do sertanejo sequer lembrarem que não haverá cavalgada na cidade neste ano.

() Erivelton Braz é editor do A Notícia e fundador da Rotha Assessoria em Comunicação